ALEMANHA CAMPEÃ DA COPA DE 2014

1. O Brasil estreou a Copa do Mundo com um dado estatístico histórico: o lateral Marcelo marcou o primeiro gol contra da Seleção Brasileira na história das Copas. Ao longo do Mundial, foram registrados outros quatro gols contra. A marca só é superada pela Copa de 1998, na França, que contabilizou 6 gols contra.

2. A Copa 2014 mal começou e um recorde absoluto foi quebrado – nunca a rede balançou tanto em uma primeira rodada de Copa do Mundo: foram 49 gols. Trata-se de uma média de 3,06 gols por partida, a maior desde 1958.

3. Não houve um único empate nos 10 primeiros jogos da Copa 2014. Quem quebrou a regra foram Irã e Nigéria, que ficaram no 0 x 0. Só o primeiro Mundial da FIFA, em 1930, no Uruguai, supera o feito: todos os 18 jogos do torneio tiveram um vencedor.

4. Ao golear a Coreia do Sul em partida pela primeira fase da Copa 2014, a Argélia se sagrou o primeiro país africano a marcar quatro gols em um jogo de Copa do Mundo.

5. Pela primeira vez na história das Copas, três campeões mundiais – Espanha, Itália e Inglaterra – foram eliminados na primeira fase do Mundial.

6. Apenas seis europeus (Alemanha, Holanda, França, Grécia, Suíça e Bélgica) avançaram para as oitavas-de-final. Foi a menor participação europeia desde que esse modelo foi adotado pelo Mundial da FIFA, em 1986.

7. Em jogo contra a Colômbia pelas quartas-de-final, o Brasil cometeu 31 faltas, um recorde da Seleção Brasileira em partidas de Copa do Mundo.

8. O Brasil foi eliminado da Copa 2014 nas semifinais, pela Alemanha, depois de sofrer uma goleada de 7 x 1. Foi a maior derrota da história da Seleção Brasileira, o maior placar em uma semifinal de Copa do Mundo e o mais desastroso resultado enfrentado por um país-sede na história das Copas.

9. Ao marcar o quarto gol da vitória sobre o Brasil, nas semifinais da Copa 2014, o alemão Miroslav Klose chegou à marca de 16 gols feitos em Copas do Mundo. Ele superou o então recordista Ronaldo na artilharia da história das Copas.

10. Ao se sagrar campeã da Copa 2014, a Alemanha quebrou uma tradição: nunca antes um time europeu havia vencido um Mundial da FIFA em solo americano.