COPA DO MUNDO DE 1978

1. O Brasil utilizou 17 dos 22 jogadores inscritos. Apenas quatro disputaram todos os jogos completos: Leão, Oscar, Amaral e Batista.

2. O Brasil se auto-proclamou “campeão moral” por ter sido a única seleção invicta — quatro vitórias e três empates — e porque o goleiro do Peru, Quiroga, teria facilitado a partida contra a Argentina, que precisava ganhar de uma diferença superior a quatro gols. Ganhou por 6 a 0. Detalhe: Quiroga nasceu na Argentina, mas naturalizou-se peruano.

3. O jornal inglês Sunday Times denunciou que os argentinos estavam fraudando os testes anti-doping. Segundo a publicação, a urina disponibilizada para os exames após cada partida não era dos jogadores, que ingeriram fortes doses de anfetaminas. Um homem teria sido contratado só para urinar.

4. Para disputar suas sete partidas, o Brasil percorreu 4.659 quilômetros pela Argentina. Já a seleção da Argentina deslocou-se por apenas 618 quilômetros.

5. Foi na Copa de 1978 que foi marcado o milésimo gol em jogos do Mundial Fifa. O autor da proeza foi o jogador holandês Rob Rensenbrink.

6. Esse Mundial da FIFA foi o único em que uma seleção jogou com uma camisa listrada verde e branca. Os franceses foram até Mar del Plata enfrentar a Hungria sem um uniforme reserva. Como os uniformes dos dois times eram brancos, o franceses foram obrigados a tomar emprestadas as camisas de um time local, o Atlético Kimberley.

7. Pela primeira vez, em 1978, um time africano saiu vitorioso de um jogo de Copa do Mundo. Países da África já participavam do torneio desde 1934, mas nunca tinham ganhado um jogo. Quem quebrou o encanto foi a Tunísia, que venceu o México por 3 a 1.

8. Ernie Brandts, da Holanda, conseguiu a façanha de marcar por dois times na mesma partida. No jogo da Holanda contra a Itália, ele fez um gol contra aos 18 minutos do primeiro tempo, mas relevou a gafe ao balançar a rede do adversário aos 5 minutos do segundo tempo.

9. A Coca-Cola patrocinou a Copa do Mundo pela primeira vez em 1978. Desde então, a marca é patrocinadora oficial do torneio.

10. A Argentina conquistou seu primeiro de três títulos mundiais. A estrela do torneio foi Mario Kempes, que marcou 6 gols (dois deles na final), sagrando-se artilheiro da Copa de 78. Na história da Copa do Mundo, um único argentino superou o feito – e não foi Diego Maradona! Guillermo Stabile, na edição de 1930, marcou 8 vezes em apenas quatro jogos.