Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Você sabia que Cascão nem sempre foi corintiano?

7 de novembro de 2013

Na Turma da Mônica, cada um dos personagens principais tem um time de coração. A Mônica, por influência do pai, o quadrinista Mauricio de Sousa, é são-paulina; Magali, que adora comer peixe, torce pelo Santos; Cebolinha, acostumado a usar camisa verde, virou palmeirense. Cascão é o representante do Corinthians. Tanto que, vestido de astronauta, foi escolhido para homenagear o time campeão do mundo em 2012.

Maurício de Sousa faz homenagem ao título mundial do Corinthians ...

Homenagem de Maurício de Sousa ao título mundial do Corinthians em 2012

A grande curiosidade é que Cascão já foi torcedor do Santos. Numa tira dos anos 60, ele diz ao amigo Cebolinha que está pensando em trocar de time porque o Santos tinha acabado de levar uma lavada. Segundo o jornalista e pesquisador Sidney Gusman, responsável pela área de planejamento editorial da Mauricio de Sousa Produções e descobridor dessa raridade, isso aconteceu numa época em que Mauricio ainda não havia decidido que cada personagem torceria por um time. O importante, nesse caso, foi a piada com a aversão de Cascão a banhos de modo geral.

Cascão, aliás, não foi a único a aparecer torcendo por um clube diferente do atual. Em uma história antiga, Cebolinha já foi desenhado carregando uma bandeira do São Paulo.
Com o time de coração definido, Cascão quase virou jogador do Corinthians numa HQ publicada em 1984. Ele participa de uma peneira no Parque São Jorge. Com belos dribles e gols, Cascão é aprovado. No entanto, ao ouvir o treinador dizer “todo mundo pro chuveiro”, desiste de jogar na equipe de que tanto gostava. A seguir, um trecho da história em questão:

Alguns anos depois, em 1990, outra história mostra Cascão desolado com uma derrota do Corinthians para o Palmeiras em uma final de campeonato:


Mas o auge do fanatismo de Cascão pelo Corinthians aconteceu mesmo na década de 70, justamente durante o jejum alvinegro de 23 anos sem títulos. Na ocasião, o personagem prometeu tomar banho pela primeira vez na vida caso a equipe conquistasse o título. A tirinha foi publicada na Folha de S.Paulo.  Na época,  Mauricio de Sousa recebeu propostas de empresas interessadas em patrocinar o banho de Cascão (um ator caracterizado) no gramado do Morumbi depois da partida contra a Ponta Preta, válida pela decisão do Campeonato Paulista de 1977.  Mauricio estava na noite de 13 de outubro no Morumbi e acabou invadindo o gramado junto com o irmão, corintiano.
O pagamento da promessa de Cascão não se concretizou, mas, durante os meses seguintes, o assunto virou campanha dos leitores do jornal, que passaram a enviar cartas sugerindo o local do banho. Entre as sugestões, estavam o Parque São Jorge, o Rio Tietê e até mesmo a Lua. Abaixo, algumas tirinhas publicadas pela Folha em outubro daquele ano:

Tirinha de 15 de outubro de 1977

Edição de 22 de outubro de 1977

Em 31 de outubro de 1977, Cascão adia o cumprimento da promessa

A manifestação popular de nada adiantou na época, já que Cascão só apareceria de banho tomado muito tempo depois,  no lançamento de Turma da Mônica Jovem, em 2008.
(Mais curiosidades como esta serão mostradas no “Loucos por Futebol Especial”, com Mauricio de Sousa, na ESPN-Brasil, dia 7 de dezembro)

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

A Rádio ONCB e as Paraolimpíadas de Tóquio 2020

A Rádio ONCB e as Paraolimpíadas de Tóquio 2020

Os Jogos Paraolímpicos de Tóquio começam na próxima terça-feira, dia 24. Marcus Aurélio Carvalho, diretor e apresentador da Rádio ONCB, emissora web da Organização Nacional de Cegos do Brasil, explica como será a cobertura diferenciada do evento. Marcus fala também de...

O autor de 150 hinos de times de futebol

O autor de 150 hinos de times de futebol

O compositor paulista Carlos Santorelli tem mais de 2 mil músicas gravadas. Em 1997, ele lançou um CD com hinos para os principais times do Rio Grande do Norte compostos por ele. Depois, em 2011, veio outro, desta vez com times paraibanos. Mas foi a partir de 2017 que...

Pugilista perdeu a orelha e não consegue usar máscara?

Pugilista perdeu a orelha e não consegue usar máscara?

Em novembro de 1996, o pugilista Evander Holyfield, pentacampeão mundial dos pesos-pesados, desafiou Mike Tyson pelo título da Associação Mundial de Boxe. Holyfield venceu de forma surpreendente ao realizar a proeza de nocautear Tyson no 11º round. Em junho do ano...

1 Comentários

1 Comentário

  1. pietro

    isso ai casca vai timão

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This