Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Como distinguir um caracolzinho de um escargot?

24 de abril de 2019

A única diferença está mesmo no dicionário: “caracol” é a palavra que define o bichinho em português e “escargot”, em francês, ou seja, eles são o mesmo animal. “Basicamente, se bem preparadas, todas as espécies são comestíveis, mas existem entre 20 e 30 que são mais consumidas”, afirma José Willibaldo Thomé, professor de zoologia da PUC do Rio Grande do Sul. No Brasil, a mais cultivada para esse fim é a Helix aspersa, também conhecida como “Petit Griss” (Pequeno Cinza), importada da França, que tem concha de 3 a 4 cm e corpo que chega aos 5 cm. “A espécie mais rentável é a Achatina fulica, que cresce mais rápido e coloca 250 ovos, mas que teve a introdução e a criação proibidas no Brasil pelo Ibama”, comenta o professor. Para se ter uma ideia, o Megalobulino, nativo do Brasil, passa dos 10 cm de concha e corpo, mas coloca só 3 ou 4 ovos a cada seis meses.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

O que é o sol da meia-noite?

O que é o sol da meia-noite?

É um fenômeno que ocorre perto dos polos, quando o Sol não se põe durante pelo menos 24 horas. Isso acontece porque a inclinação do eixo da Terra em relação ao plano de sua órbita faz com que o Sol incida sobre os polos, em posições que se alternam de seis em seis...

O que é um buraco negro?

O que é um buraco negro?

O buraco negro é uma estrela que perdeu o brilho e ficou extremamente densa. A gravidade dela é tão alta que suga o que está ao seu redor e não deixa a luz de outros corpos escaparem.

Qual é a origem da loira do banheiro?

Qual é a origem da loira do banheiro?

Existem muitas versões para a famosa lenda urbana da “loira do banheiro”. Uma delas diz que a garota, de 15 anos, adorava matar aula. Certo dia, quando estava escondida no sanitário da escola, escorregou no piso molhado, bateu a cabeça...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This