Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Por que a febre chicungunha tem esse nome?

24 de abril de 2019

Segundo o Dr. Dráuzio Varella, em vídeo divulgado em seu canal no YouTube, o nome da febre tem sua origem em um dialeto da Tanzânia, onde ocorreu uma epidemia. Lá, “chicungunha” quer dizer “homem que anda arqueado”. Pudera: a dor articular é o mais característico sintoma da febre chicungunha, e também o que a diferencia da dengue. A febre chicungunha é causada por um vírus e é transmitida pelos mesmos mosquitos que transmitem a dengue. De 72% a 95% das pessoas picadas pelo mosquito infectado desenvolvem sintomas. O primeiro deles é uma febre alta (acima de 39º), seguida então por dores articulares simétricas e vermelhidão nos olhos. As mortes são muito raras – geralmente o doente se recupera em 7 a 10 dias – mas as dores articulares podem persistir por até um ano.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Qual é a pimenta mais ardida do mundo?

Qual é a pimenta mais ardida do mundo?

Entre as mais de 2 mil variedades de pimentas cultivadas, a grande campeã é a Red savina habanero, considerada a mais picante do mundo de acordo com o Livro dos Recordes. A variedade foi criada por uma empresa na cidade de Walnut, Califórnia...

Roupas e cobertores aquecem nosso corpo?

Roupas e cobertores aquecem nosso corpo?

Não. Para se manter aquecido em 36 graus, nosso corpo produz calor. As roupas grossas de inverno e os cobertores apenas impedem que o calor se esvaia, mantendo-o junto ao corpo por mais tempo. Justamente por sermos produtores de calor, e as roupas não,...

Quantos homens já pisaram na Lua?

Quantos homens já pisaram na Lua?

Doze astronautas já saíram de suas naves e pisaram em solo lunar. Deles, o mais famoso é o primeiro, Neil Armstrong. Todos são norte-americanos, e foram pelos programas "Apollo". Confira a lista, na ordem em que saíram de suas naves. Leia também: 10 curiosidades sobre...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This