Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

1948 a 1968

24 de abril de 2019

 

1948

A francesa Micheline Ostermeyer ganhou as provas de lançamento de disco e de peso. Forte dentro das pistas, fora delas Micheline era pianista clássica.

No jogo de basquete entre Chile e Iraque, o juiz inglês não percebeu a trajetória da bola e acabou atingido. Precisou ser substituído depois de ser nocauteado pela bolada.

1952

A televisão faz pela primeira vez a cobertura dos jogos.

O time uruguaio de basquete protagonizou brigas homéricas, terminando seus últimos três jogos com apenas três jogadores. Mesmo assim, a equipe ficou com a medalha de bronze.

1956

Foi a primeira versão dos Jogos Olímpicos disputada no hemisfério sul.

O americano Tom Courtney, vencedor dos 800 metros, ficou tão exausto com a sua vitória que a cerimônia de premiação precisou ser atrasada em uma hora para que ele pudesse se recuperar.

1960

Wyn Essajas era o primeiro (e único) atleta de Suriname a participar das Olimpíadas. Ele se confundiu ao ler a tabela das provas eliminatórias dos 800 metros e, na manhã em que deveria estar na pista, ficou dormindo em seu alojamento. Quando acordou, viu a besteira que havia feito, arrumou a mala e voltou para seu país.

A alemã Brunnilde Hendrix era integrante da equipe dos 4 x 100 metros. Ela competiu nervosa sob o olhar da mãe, Marie Dollinger, que, correndo em Berlim no ano de 1936, deixou cair o bastão. A filha aprendeu a lição e ajudou a equipe a conquistar o ouro.

1964

As 16 garotas da Seleção Japonesa de vôlei feminino treinaram duro por muito tempo para os Jogos de Tóquio. Elas eram operárias e trabalhavam das sete da manhã às três e meia da tarde. A partir das quatro horas, as atletas começavam a treinar. Isso ia até meia-noite. Aos domingos, elas não trabalhavam. Em compensação, ficavam treinando o dia inteiro. Não havia, portanto, tempo para lazer, família e namoro. Quando as japonesas ganharam a medalha de ouro, o imperador pediu ao povo para ajudá-las a encontrar namorados. Depois disso, elas nunca mais tiveram problemas amorosos.

Quando os alunos de uma escola de segundo grau de Los Angeles souberam que seu professor, Mike Larrabee, ia tentar uma vaga nas Olimpíadas, caíram na gargalhada. Seis meses depois, Mike foi recebido com uma grande festa preparada pelos alunos, com o ouro dos 400 metros.

1968

Recordista e favorita na prova dos 800 metros, a iugoslava Vera Nikolic caiu quando faltavam poucos metros para a sua vitória. Ela saiu do estádio direto para uma ponte. Seu técnico chegou a tempo e a convenceu a desistir do suicídio.

A final da prova de salto com vara durou sete horas e meia.

 

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Mascotes das Olimpíadas de Verão

Mascotes das Olimpíadas de Verão

Waldi Munique, 1972 Amik Montreal, 1976 Misha Moscou, 1980 Sam Los Angeles, 1984 Hodori Seul, 1988 Cobi Barcelona, 1992 Izzy Atlanta, 1996 Syd, Millie e Olly Sydney, 2000 Athena e Phevos Atenas, 2004 Fuwa (Beibe, Jingjing, Huanhuan, Yingying e Nini) Pequim, 2008...

Urso Misha: lágrimas do encerramento

Urso Misha: lágrimas do encerramento

A cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos de Moscou, em 3 de agosto de 1980, será sempre lembrada por uma lágrima. O mosaico humano que formou a figura do urso Misha, mascote dos Jogos, deixou cair lágrimas do olho esquerdo. Era a tristeza de quem vê a maratona...

Quem criou a bandeira dos refugiados?

Quem criou a bandeira dos refugiados?

A ideia da bandeira dos refugiados (The Refugee Nation) foi de dois publicitários curitibanos radicados em Nova York, Artur Lipori e Caroline Rebello. Eles ficaram entusiasmados quando souberam que haveria uma delegação de refugiados na Olimpíada Rio-2016. Para fazer...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This