Você sabia que as bolinhas de tênis nem sempre foram amarelas? As bolinhas eram, na verdade, brancas. Aí, em 1967, o naturalista e apresentador David Attenborough, diretor de programação da emissora de TV inglesa BBC entre 1965 e 1972, teve uma ideia bastante ousada: ser o pioneiro da transmissão em cores do torneio de tênis de Wimbledon, em Londres. A TV em cores era uma novidade na Europa. 

Apesar do sucesso da transmissão, Attenborough ficou incomodado com um detalhe: ele percebeu que o telespectador teve dificuldade em enxergar a bolinha branca. Foi dele a ideia de trocá-la por uma amarela fluorescente, bem mais fácil de enxergar. Rapidamente a bolinha amarela começou a ser usada em mais e mais torneios. Cinco anos depois, em 1972, a Federação Internacional de Tênis apoiou a mudança. Para oficializar a decisão, o primeiro torneio do Grand Slam a usar a bola amarela foi o US Open, nos Estados Unidos.

O mais curioso é que o Torneio de Wimbledon foi justamente o último torneio importante a aderir à novidade. As bolinhas brancas só foram trocadas pelas amarelas em 1986.