Quem inventou o Engov e qual é a origem desse nome? Essa é uma história que, como diria a Wikipédia, carece de fontes. Encontrei um único registro. Está num trecho de “Vaudeville”, livro de memórias escrito pelo empresário da noite Ricardo Amaral. Ele escreveu que o cientista Albert Sabin, grande criador da vacina contra a paralisia infantil, estava no Rio de Janeiro e foi convidado para fazer um passeio até Angra dos Reis no veleiro de Dirceu Fontoura, filho de Cândido Fontoura, inventor do Biotônico Fontoura.

Vendo os convidados beberem sem parar, Sabin teria rabiscado num papel a fórmula de um remédio contra a ressaca e o entregue a Fontoura, que lançaria em 1968 a novidade. A data bate. Sabin esteve mesmo no Brasil em 1967. Mas é preciso tomar cuidado com a informação porque Ricardo Amaral também escreveu que Sabin era casado com a brasileira Maria Luiza Jardim na época. O que eu encontrei é que o cientista se casou com uma brasileira, sim, Heloisa Dunshee de Abranches, em 1972.

Sobre o nome do remédio, ele seria, vamos dizer assim, um aportuguesamento da palavra “hangover”, que é ressaca em inglês. Hangover virou Engov. Mas, como escrevi no começo, ainda faltam fontes oficiais.