Bettie PageAs fotos antigas de mulheres sensuais, comuns nos anos 1940 e 1950, ganharam esse nome porque seu destino era ser pendurada nas paredes pelos marmanjos. A palavra “pin“, em inglês, significa “fixar, segurar, prender“.

Fotos de garotas bonitas existem desde o começo da fotografia, no final do século XIX. No entanto, o barateamento das técnicas de reprodução fotográfica causou a popularização das “pin-ups” na década de 1940, tornando-se parte importante da cultura pop norte-americana e depois mundial.

Theda Bara, Marlene Dietrich, Mae WestLauren Bacall, Judy Garland e Marilyn Monroe são algumas celebridades que posaram como “pin-ups”.

O ícone “pin-up” foi a atriz Bettie Page. Bettie Mae Page nasceu no dia 22 de abril de 1923, na cidade de Nashville, no Tennessee. Bettie sofreu abusos sexuais do pai desde os 13 anos.  Ela cursou Artes e tornou-se modelo na década de 1940. A fama veio depois de um ensaio sensual para a revista “Playboy”,  em janeiro de 1955. O criador da “Playboy”, Hugh Hefner, considerava Bettie a “modelo do século XX“. Bettie se aposentou da carreira de modelo em 1957 e passou a se dedicar à religião.

Dirigido por Mary Harron e estrelado por Gretchen Mol, o filme “The Notourious Bettie Page” (A Notória Bettie Page) que conta a história da modelo, foi lançado em 2005. Bettie Page morreu no dia 12 de dezembro de 2008, em Los Angeles, nos Estados Unidos.

Leia também:
Viva! As “pin-ups” estão de volta!
Estilista paranaense cria a primeira escola para modelos pin-ups do Brasil