Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

A carreira do one-man show Wilson Simonal na televisão

20 de julho de 2021

Até 1964, Wilson Simonal era um cantor de poucas, mas boas gravações, que havia sido descoberto pelo produtor, compositor e apresentador Carlos Imperial. De vez em quando, Simonal se apresentava em programas musicais nas emissoras de TV do Rio de Janeiro. Principalmente nos programas do produtor maior da época, chamado Abelardo Figueiredo, embora tenha sido apresentado em algumas revistas até com o nome errado: Roberto Simonal.

Prev 1 of 1 Next
Prev 1 of 1 Next


Com praticamente o final da era do ouro no rádio, o produtor Abelardo Figueiredo resolveu investir mais na televisão. Sua ideia ressuscitar um programa musical, bem soft, criado por ele mesmo nos anos 1950 chamado “Spotlight”. A mulher de Abelardo, Laura Figueiredo, tinha visto um show de Simonal numa famosa boate do Rio e sugeriu o nome dele ao marido.

Abelardo marcou uma pequena audição de Simonal em São Paulo. Quando ele começou a cantar, o diretor geral da Tupi, Cassiano Gabus Mendes, nem deixou ele terminar a primeira canção. Simonal já estava contratado. Durante um ano, sempre às 20 horas, na TV Tupi, Simonal apresentava o programa “Spotlight”, acompanhado pelo Zimbo Trio. O programa chamou a atenção de uma concorrente: no ano seguinte, Simonal foi contratado pela TV Record para fazer parte do cast musical. Por ser versátil e muito boa praça, Simonal transitava pelas várias vertentes musicais dos programas da emissora. Participava de programas de MPB, como “O Fino da Bossa“, com Elis Regina e Jair Rodrigues, como também “Jovem Guarda”, com Roberto Carlos, Wanderléa e Erasmo Carlos.


Ainda em 1966, Simonal ganhou seu próprio programa na Record: “Show em Si… monal”, apresentado às quintas-feiras. Misturava música, entrevista e humor, contando com a participação de Jô Soares. Na parte musical, ele tinha a companhia do Som 3, formado por César Camargo Mariano, Sabá e Toninho Calça Justa. Simonal se torna então um verdadeiro one-man show. Canta, dança, atua, toca e diverte. Ele passa a ser o grande nome da música na TV. Torna-se capa da mais famosa revista de televisão da época, a “Intervalo”.

“Show em Si… Monal” ficou pouco mais de um ano no ar e  foi substituído por outro, quase com a mesma pegada, mudando de quinta para quarta-feira: “Vamos S’imbora”. Depois do Festival Internacional da Canção, em 1969, Simonal se tornou um artista de fama internacional. Tornou-se garoto-propaganda da Shell. Sua imagem ficou muito ligada à da Seleção Brasileira de futebol na campanha do tricampeonato mundial no México. Em 1972, ele voltou à televisão para apresentar um programa nas tardes de sábado da Record. Mas aí já estava numa fase em que seus problemas extracampo falavam mais alto que o seu talento e carisma na televisão. Por isso, o programa durou pouquíssimo.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Todos os talentos de Lolita Rodrigues

Todos os talentos de Lolita Rodrigues

Ela foi a primeiríssima estrela da TV brasileira. Tanto que, na noite de estreia, foi escalada para cantar o Hino da TV. Nasceu na cidade de Santos (SP), em 10 de março de 1929, e hoje vive com a filha no Nordeste brasileiro. Seu nome de batismo é Sylvia Gonçalves....

Voyage: curiosidades da volta do ABBA

Voyage: curiosidades da volta do ABBA

Depois de 40 anos, o quarteto sueco ABBA lança um novo álbum: "Voyage". O nono álbum de Björn, Benny, Agnetha e Anni-Frid, com 10 faixas em 37 minutos, teve lançamento mundial no dia 5 de novembro. O último tinha sido "Visitors" em 30 de novembro de 1981. A banda,...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This