CACHORRO QUENTEHá mais de uma versão. A mais conhecida delas diz que o termo “hot dog” apareceu em abril de 1901, nas arquibancadas do estádio Polo Grounds, em Nova York, durante um jogo de beisebol do time do New York Giants.  Vendedores ambulantes passavam anunciando: “Compre sua dachshund enquanto ainda estão quentinhas!”. “Dachshund”, na época, servia tanto para a raça de cachorro alemã de corpo comprido quanto para a salsicha, justamente pela semelhança do formato do embutido com os cãezinhos alemães. Até hoje continuamos chamando os dachshund de “cachorros-salsicha”. O cartunista Tad Dorgan, do “New York Journal”, achou aquilo engraçado e publicou dias depois um desenho de cães dachshunds enrolados em cobertores (e, portanto, bem quentinhos!). Como ele não sabia a grafia correta da raça, escreveu apenas “hot dogs!”, ou “cachorros quentes”. A história é curiosa, mas esse desenho nunca foi encontrado. Pesquisadores apontam que o termo “hot dog” apareceu pela primeira vez no jornal americano “Evansville Daily Courier” bem antes, em 14 de novembro de 1884.

Salsicha tem carne de cachorro?

Hoje em dia as salsichas podem ser feitas com carnes bovinas, suínas ou de aves (ou até mesmo incluindo restos dessas carnes, é sempre bom espiar a embalagem).Existem também as salsichas vegetais. Cachorro, pelo que se saiba, não. Mas, 200 anos atrás, dizia-se que os açougueiros alemães usavam carne de cachorro para fazer suas salsichas. Na Alemanha, naquela época, o consumo de carne de cachorro era comum em algumas regiões do país. Como havia um certo mistério sobre a origem da carne da salsicha, na década de 1890, os alunos da Universidade de Yale, nos Estados Unidos, chamavam os vendedores de “carrinhos de cachorros”. O que se sabe é que foram os alemães que apelidaram as salsichas de “dachshund”.

Outra versão aponta a origem do termo no ambiente universitário norte-americano, nos anos de 1890. Nessa época, era tradição a venda de salsichas quentes (o pão não havia entrado ainda na história) na Universidade de Yale. Os ambulantes eram conhecidos como “carrinhos de cachorros”, uma referência sarcástica à misteriosa origem da carne da salsicha. O produto vendido nos “carrinhos de cachorros” acabou virando “cachorro-quente”.

Leia também:
Lições do Conselho Nacional do Hot-Dog
Do que é feita a salsicha?