Muita gente diz por aí que o recheio do hot-dog é feito de papelão ou de páginas de jornal. São lendas infundadas. Na verdade, as salsichas são produzidas com carnes suína, bovina e de aves, ou com uma mistura delas. Em algumas marcas, a pele e a papada de porcos (a região gordurosa que fica na parte anterior do pescoço) também são incluídas. No processo de fabricação, essa mistura ainda leva condimentos, proteína vegetal, conservantes e corantes naturais. Apesar de ser rica em proteínas, é preciso abrir o olho para os altos índices de gordura da salsicha. Há ainda as salsichas vegetais, abundantes no mercado atualmente.

SALSICHA

Quando foi que o pãozinho entrou nessa história?

No começo, as salsichas eram vendidas quentes, mas sem o pão em volta. O pão com salsicha teria nascido depois que o nome “hot dog” já estava se popularizando. Também há mais de uma versão para essa história. Uma delas: em 1904, na cidade de Saint Louis, nos Estados Unidos, um vendedor de salsichas quentes bolou uma maneira de seus fregueses não queimarem as mãos. A quem comprasse suas salsichas, ele oferecia luvas de algodão limpíssimas. Só que os clientes esqueciam de devolvê-las e ele acabava tendo prejuízo. Seu cunhado, que era padeiro, sugeriu que o salsicheiro pusesse as luvas de lado e começasse a usar pães.

CACHORRO-QUENTE

Leia também:
Qual é a origem do nome “cachorro-quente”?
A origem da salsicha