O site norte-americano Adweek, que divulga diariamente notícias e vídeos relacionados à indústria da propaganda, lançou, no fim do ano passado, uma lista de 30 comerciais bem esquisitos lançados em 2011. O objetivo não era discutir o valor e eficiência da campanha, mas a forma bizarra escolhida para transmitir a mensagem ao consumidor.
Confira alguns vídeos bem curiosos que circularam na televisão no ano passado:
Dead Island Trailer

O trailer do jogo de videogame Dead Island também figurou na lista dos melhores comerciais de 2011, divulgada pelo Adweek. Mas o ataque de zumbis a uma família, mostrado de trás para frente, e o contraste das cenas de horror com a singela melodia de piano fazem dele um dos comerciais mais bizarros produzidos no ano passado.
Male Cancer Awareness Campaign

Esta campanha contra o câncer de testículo encontrou uma estranha forma de atrair a atenção dos homens. No comercial, a modelo Rhian Sugden usa a sensualidade para demonstrar como fazer o auto-exame.
Sausage Flan

Calma, esta não é uma propaganda de um pudim de salsicha. A ideia dos mentores da campanha foi criar um prato cujo gosto pode ser sentido ao se usar louça mal lavada. Por exemplo: comer um pudim num prato sujo de salsicha. Tudo para divulgar os poderes do detergente Ayudin, da marca Clorox. O clima dos anos 50 dá um tom especial à bizarrice do comercial.
Skittles

Uma chuva de balas Skittles cai de um arco-íris na cabeça de um japonês sentado no banco de uma praça. Imediatamente, homens-pomba são atraídos pelo fenômeno e disputam as balinhas entre si. Sem comentários!
Rocksmith

Bebês fazendo coisas de adultos são uma fórmula muito gasta. Neste comercial do jogo Rocksmith, concorrente do Guitar Hero, um nenê que não aparenta ter completado um ano de vida pega uma guitarra nas mãos e acompanha a música perfeitamente. E ainda fecha sua performance fazendo com a mão o sinal do rock ‘n roll.
Está rindo, é? Pois nós, brasileiros, também sabemos fazer coisas do gênero. Você se lembra do medonho lobo mau da Cremogema? Não pode faltar nessa lista a propaganda do Anemokol, um xarope vendido no Brasil nos anos 80, que prometia vitalidade aos consumidores. E, para fechar com chave de ouro, a recente campanha de Gianecchini para o Pintos Shopping, outra que dispensa comentários.