Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

O posto que deu origem à “Operação Lava Jato” há três anos não lava carros

16 de março de 2017

A Operação Lava-Jato completa três anos amanhã. Tida como a maior investigação sobre corrupção e lavagem de dinheiro da história do Brasil, ela tem números impressionantes: são, até agora, 37 fases, 752 mandados de busca e apreensão, 84 prisões preventivas, 260 inquéritos policiais, 2,4 bilhões de reais bloqueados ou apreendidos e 745 milhões de reais repatriados.
Diante da grandeza da operação, muita gente até esquece de como tudo começou. Curiosamente, a investigação que tem tirado o sono de  políticos e empresários nos últimos três anos começou tendo como alvo um modesto e movimentado posto de gasolina 24 horas na asa sul de Brasília. O Posto da Torre, que opera sob o guarda-chuva da rede de postos Ale, era comandado por Carlos Abib Chater.
O empresário teve seu telefone grampeado por suspeita de envolvimento com tráfico de drogas e, nas conversas, o Ministério Público descobriu um grande esquema de lavagem de dinheiro feito a partir do posto. Entre os seus principais parceiros estava Alberto Yousseff, doleiro investigado desde 2008. Foi a partir da doação de uma Land Rover de Yousseff para o diretor geral da Petrobras, Paulo Roberto Costa, que a Lava-Jato atingiu a maior estatal do país.

Posto da Torre faz parte da rede de postos Ale (Foto: Google)

Em maio de 2015, Chater foi condenado a quatro anos e nove meses de prisão por lavagem de dinheiro e segue cumprindo a pena na carceragem da Polícia Federal em Curitiba, já que ele tinha ligação com outros negócios escusos na capital paranaense. Ironicamente, além de uma loja de conveniência, uma lavanderia também faz parte do Posto da Torre. Ela funciona das 7h às 22h nos dias de semana e das 8h às 20h aos sábados e domingos. Apesar da inspiração para o nome da operação, o posto não conta com nenhum lava-jato.
Entre os muitos clientes que passam por uma região bastante importante da cidade estão os próprios políticos, já que o posto fica a apenas 4 quilômetros do Congresso Nacional, sendo um dos mais próximos à casa da legislatura no país. Atualmente, o litro da gasolina comum no Posto da Torre sai a R$ 3,42 (abaixo do preço médio de R$ 3,56 no Distrito Federal, segundo os dados da Agência Nacional de Petróleo).
Os 6 mil reais dos quais os deputados dispõem como cota mensal para combustíveis e lubrificantes (dentro de uma cota maior para gastos em geral, que varia de 30 mil a 44 mil de acordo com a distância do estado pelo qual o deputado foi eleito até Brasília) permitem a compra de 1.750 litros de gasolina comum no Posto da Torre. O suficiente para encher o tanque do Hyundai Azera usado pelo presidente da casa, Rodrigo Maia, 25 vezes, e com os quais ele poderia andar 23.275 quilômetros. É uma distância equivalente a dez viagens de ida e volta de Brasília para o Rio de Janeiro, seu domicílio eleitoral.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Mulheres podem fazer sushi?

Mulheres podem fazer sushi?

Há muita gente que acredita que não. O motivo seria a oscilação da temperatura das mulheres no período fértil. A temperatura do corpo não sobe mais que meio grau. Isso seria o suficiente para o sushi sofrer alterações de sabor? O mito nasceu do conservadorismo da...

Balas de borracha não são feitas de borracha

Balas de borracha não são feitas de borracha

As balas de borracha foram usadas pela primeira vez pelo exército britânico em 1970 durante o conflito etnonacionalista "The Trouble" (O Problema), na Irlanda do Norte.  O projétil de borracha duro, de 15 centímetros, parecia um pequeno míssil e tinha o nome de...

10 Comentários

10 Comentários

  1. Anônimo

    Nunca levarão o Brasil, enquanto esses saboeiros da direita não forem todos presos.

    Responder
  2. Marcela Stein

    NUNCA LAVARÃO O BRASIL, ENQUANTO ESSES FEDORENTOS DA ESQUERDA NÃO FOREM TODOS PRESOS E LIQUIDADOS POLITICAMENTE.

    Responder
  3. Petúnia

    Minha opinião é: nunca faça de um posto de gasolina que possui lavanderia, base de um negócio que que precisa de limpeza rápida,que não deixe odor passível de fato aguçado.S lei não anda em guetos nem perdendo tempo num posto de estrada, mas o vento e o fato são infalíveis.

    Responder
  4. Junior

    NÃO IMPORTA SE É DE DIREITA OU ESQUERDA, É LADRÃO? CANA.

    Responder
  5. Boni

    Este e o pais que nada da direito ao povo e sim os seus representantes qur tiram todo o que o pais tem de bao e da para os estrangeiros atualmente os politicos aprovaram uma lei que o superior tribunal nao pode mais punir estes corruptos mais podr simplesmente prende o povo ta pasado da hora de acordar e achar tudo motivo de fazer piada a lava jato esta com os dias contados pois os politicos tem direitos de mais e obrigações de menos sao pessoas indicadas entao nao tem que existir coro privilegiados

    Responder
  6. Carlito Hora de Lisboa

    Esta é uma situação que os políticos acreditavam que nunca seria levado a sério pois no Brasil os políticos que comandam pensam que tudo para eles é TER e poder não considerando um responsável pelo o que pertence ao Pais
    Ex.: Petrobras,Banco do Brasil e outras. Foi por isso que a corrupção chegou ao que chegou mais algo estar sendo feito Parabens.

    Responder
  7. vital

    para quem trabalha não tem dinheiro, mas para eles, sobram de montão, o jeito é esvaziar a casa deles(câmara/senado).

    Responder
  8. Almeida

    Não existem no Brasil,políticos de esquerda ou de direita,o que existem são bandidos travestidos de políticos e em sua minoria de políticos que realmente estão intrínsecos na democracia!

    Responder
  9. charles

    Corrupção está em todo lugar,desde o mais pobre que suborna o guarda para aliviar a multa de transito até os mais ricos que subfaturam obras,corrupção é um mecanismo auto sustentável com várias engrenagens,isso é infinito

    Responder
  10. Roger

    “Não existe esquerda ou direita quando falamos de corrupção! Ela é ambidestra!”

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This