Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

10 incêndios marcados na história

24 de abril de 2019

1. Grande incêndio de Roma
No ano de 64 d.C., o imperador Nero decidiu atear fogo em Roma. Embora não existam muitos registros daquela época, acredita-se que Nero tivesse o sonho de reconstruir a cidade a seu gosto. A utopia do governante destruiu mais de um quarto da cidade.

2. Grande incêndio de Londres
Em 1666, Londres foi consumida por um incêndio que destruiu 85% da cidade entre os dias 2 e 9 de setembro. O fogo começou por volta da 1h da manhã em uma padaria que, na época, fornecia pães para o rei Charles II. Como as casas eram feitas de madeira, as chamas logo se espalharam, atingindo monumentos (como a Igreja St Margaret) e as docas do rio Tâmisa, nas quais litros de combustível estavam armazenados. As autoridades da época, temendo os prejuízos da reconstrução, se recusaram a derrubar algumas casas para impedir o avanço do fogo. Após 9 dias, alguns edifícios foram destruídos e o incêndio pôde ser contido. Apesar de ter devastado 430 acres de Londres (1,74 km2), o Grande Incêndio deixou apenas 16 mortos.

3. Grande incêndio de Chicago
Em 1871, ano anormalmente seco na história de Chicago, o fogo deixou 90 mil desabrigados, 300 mortos e causou um prejuízo de 200 milhões de dólares. “O Grande Incêndio de Chicago” começou com a queda de um lampião em um estábulo e foi propagado pelo vento.

4. Sismo de São Francisco
São Francisco, na Califórnia, foi atingida por um terrível terremoto em 18 de abril de 1906. Além de destruir diversos edifícios, os tremores causaram um dano ainda maior: derrubaram postes da rede elétrica, romperam tubulações de gás e quebraram lampiões de querosene, causando um dos maiores incêndios de que se tem notícia: o fogo consumiu a cidade por 3 dias. Como o encanamento também foi danificado, os bombeiros começaram a derrubar alguns prédios na tentativa de conter as chamas; no total, 250 mil pessoas ficaram desabrigadas. Embora os números oficiais afirmem que 478 morreram na tragédia, historiadores garantem que o número real está próximo de 3 mil.

5. Tragédia do Gran Circus Norte-Americano
Um incêndio do então maior circo da América Latina, em Niterói (RJ), em 1966, deixou 500 vítimas fatais (70% delas crianças). O fogo começou na lona de algodão, que era revestida de parafina, material altamente inflamável. Há suspeitas de que o ato tenha sido proposital. A tragédia figura como o pior incêndio da história do Brasil.

6. Edifício Joelma
Um incêndio no Edifício Joelma em 1974, em São Paulo, deixou 184 mortos.

7. Incêndio da Vila Socó
Em 1983, um incêndio na Vila Socó, em Cubatão, no Estado de São Paulo, deixou 93 mortos.

8. Meca
A explosão de um botijão de gás foi a causa do incêndio que matou 343 pessoas e feriu outras 1290 em Meca, na Arábia Saudita. A cidade sagrada do islamismo, local de nascimento do profeta Maomé, era local de visitação de 2 milhões de peregrinos muçulmanos. No total, 70 mil tendas foram queimadas. O acidente aconteceu dia 22 de abril de 1997.

9. Incêndio da boate argentina
Em 2004, um incêndio em uma boate de Buenos Aires (Argentina) matou 175 pessoas e deixou 619 feridos. O fogo começou quando alguns freqüentadores do local soltaram rojões em direção ao teto. Muitos tentaram sair pelas portas de emergência, mas a casa as mantinha fechadas para evitar que pessoas saíssem sem pagar.

10. Incêndio da boate Kiss
Na madrugada do dia 27 de janeiro de 2013, um incêndio na boate Kiss, em Santa Marta (RS), deixou 245 mortos. O fogo começou depois que a banda que se apresentava no local acendeu um sinalizador, que incendiou o teto de isopor. A tragédia foi classificada como o segundo pior incêndio da história do país.

 

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Mulheres podem fazer sushi?

Mulheres podem fazer sushi?

Há muita gente que acredita que não. O motivo seria a oscilação da temperatura das mulheres no período fértil. A temperatura do corpo não sobe mais que meio grau. Isso seria o suficiente para o sushi sofrer alterações de sabor? O mito nasceu do conservadorismo da...

Balas de borracha não são feitas de borracha

Balas de borracha não são feitas de borracha

As balas de borracha foram usadas pela primeira vez pelo exército britânico em 1970 durante o conflito etnonacionalista "The Trouble" (O Problema), na Irlanda do Norte.  O projétil de borracha duro, de 15 centímetros, parecia um pequeno míssil e tinha o nome de...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This