Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Saiba o que se comemora no “Dia da Befana”

6 de janeiro de 2017

Belchior, Baltasar e Gaspar, os Três Reis Magos, atravessaram o deserto seguindo uma estrela que os guiava em direção ao menino Jesus. Levavam consigo presentes para a criança que acabara de nascer: ouro, incenso e mirra. Mas, segundo uma lenda italiana, haveria uma quarta pessoa fundamental nessa história. Uma camponesa chamada Befana deu abrigo aos Reis Magos durante o percurso. Ao acordar, os três a convidaram para acompanhá-los, mas ela recusou o convite. Arrependida logo em seguida, Befana começou a procurar o trio, mas não o encontrou. Na esperança de encontrar o menino, Befana passou a distribuir para as crianças que encontrou pelo caminho os doces que havia feito para ele.

O Dia de Befana é comemorado em 6 de janeiro, mesmo Dia da Epifania do Senhor ou Dia de Reis. Na Itália, as crianças colocam meias penduradas na lareira. As comportadas esperam a descida da velhinha pela chaminé e receberão doces dentro das meias. Já as crianças que não foram boazinhas encontrarão apenas carvão nas meias.

A tradição é forte na Itália, principalmente na região da Toscana, onde se acredita que nasceu a lenda. “Todo dia 6, ao meio-dia, ficávamos ansiosos, esperando pelos doces”, relembra Lucia Miserochi, 70 anos, descendente de italianos. “Minha nona começava a bater as panelas na cozinha, imitando o som da Befana descendo a lareira. Era sempre uma delícia”. A avó de Lucia, Carolina Miserochi, chegou de Florença, região da Toscana, em 1914 e se estabeleceu na Freguesia do Ó, Zona Norte de São Paulo. Ela ajudou a manter a tradição entre os descendentes italianos do bairro.  Naquele ano, quase 90 mil italianos chegaram a São Paulo. “Era muito fácil comemorar porque todos conheciam a lenda da Befana. Na minha infância até era feriado”, conta Lucia.

Acredita-se que Befana tem a aparência de uma bruxa e leva os doces para as crianças sempre montada em sua vassoura. Lucia defende que não. “Ela é uma camponesa, não uma bruxa”. Pelo costume de presentear as crianças, muitos assemelham Befana a São Nicolau de Mira, o religioso que inspirou a figura do Papai Noel. Há quem ouse dizer que Befana seria uma amante de Noel. “Mas isso é bobagem”, dispara Lucia.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Anhanga

Anhanga

  É um dos mitos mais antigos do Brasil colonial. O Anhanga traz para aquele que o vê, ouve ou pressente certo prenúncio de desgraça. Os lugares que se sabem ser freqüentados por ele são mal-assombrados. Tem várias formas, tanto humana quanto animal. Mas a figura...

Boitatá

Boitatá

  Gigantesca cobra-de-fogo que protege os campos contra os que o incendeiam. Vive na água e pode se transformar em uma tora em brasa, queimando quem põe fogo na mata. Segundo a lenda, ela é a alma penada de um menino pagão ou de pessoas que cometeram incesto....

Boto

Boto

  Mamífero aquático da Amazônia que se transforma em um rapaz bonito, hábil dançarino, que conquista as mulheres para levá-las ao rio. A lenda é pretexto para as moças justificarem a gravidez fora do casamento; elas dizem que ficaram grávidas do boto....

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This