Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Ferret

24 de abril de 2019

 

O ferret é um mamífero da família dos mustelídeos, primo do furão e da marmota. Mede cerca de 40 centímetros, pesa 1 quilo e vive de 6 a 10 anos.

O Ibama controla sua exportação porque o bichinho não tem predadores naturais no Brasil. Se for solto na natureza, pode causar um desequilíbrio ecológico, pois poderá comer animais que servem de alimentos para outros bichos nativos. E também não é permitida sua reprodução em território nacional. Todo ferret chega ao país tem um chip implantado sob a pele, para seu controle e identificação.

O ferret é curioso, adora brincar e quase não dá trabalho, além de ser silencioso. Aprende facilmente a atender pelo nome e convive bem com cães e gatos. Nos Estados Unidos, o ferret só perde em popularidade para essas duas espécies, sendo o terceiro animal de estimação favorito.

Esse bichinho foi domesticado há séculos, provavelmente pelos egípcios. Desenhos encontrados no Egito, feitos há cerca de 3 mil anos, mostram um animal bem parecido com o ferret, que era usado para deixar as casas livres de ratos e cobras. Até hoje, na Inglaterra, eles são usados para ajudar na caça de pequenos roedores, como coelhos e esquilos. Esse pequeno mamífero chegou ao Brasil em 1870, em navios americanos. Eram usados para eliminar os ratos das embarcações.

 

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Pterossauro ganha nome em homenagem à Mulher-Maravilha

Pterossauro ganha nome em homenagem à Mulher-Maravilha

O paleontólogo e paleoartista Ariel Milani Martine apresenta a mais nova descoberta na área: o kariridraco dinae, o pterossauro que viveu há 100 milhões de anos na Chapada do Araripe, no Nordeste braslleiro. "Kariri" é uma referência à etnia indígena da região....

Como os cachorros se comunicam entre si

Como os cachorros se comunicam entre si

A exemplo dos lobos, os cachorros, que são seus descendentes, também se comunicam pela voz. Eles não conseguem uivar, mas latem. Cada latido tem um significado diferente. Existem latidos específicos para medo, raiva, fome, paquera e muito mais. Outra maneira muito...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This