COLA PRITT Em 1967, durante uma reunião dos executivos da Henkel, em Dusseldorf, na Alemanha, um participante perguntou: “Será que poderíamos lançar uma cola sólida?” Todos foram para casa com esse desafio.

Aqui temos duas versões da história. Um dos executivos, o doutor Wolfgang Dierichs, esperava a mulher se vestir para irem ao teatro. Quando ela falou “só falta passar o batom”, ele teve um estalo. Era possível oferecer uma cola na forma sólida usando o mesmo sistema de um batom. Outra versão diz que o doutor Dierichs teve essa ideia ao ver uma mulher passando batom dentro de um avião.

O produto recebeu inicialmente o nome de Pretty Stick, depois Pritt Stick e finalmente Pritt. A cola em bastão foi lançada oficialmente em 17 de setembro de 1969, mas chegou ao Brasil apenas dez anos depois.

Embora sejam divulgadas pela própria Henkel, as datas de lançamento da Pritt são questionadas. Em contato com o site, Jacques B. Gros conta que o pai, Yvo Jacques Gros, foi vice-presidente da Henkel do Brasil. Em 1962, Yvo passou três meses fazendo um curso na matriz, em Dusseldorf. Segundo o que contava, ao fechar uma carta para a mulher, Yvo conheceu a Pritt. Decidiu que seria o primeiro produto doméstico da Henkel no Brasil, que, até então, fazia apenas produtos industriais.