Veja o que aconteceu a algumas ganhadoras do concurso:

1954
Martha Rocha (Bahia)

MARTHA ROCHA
A partir de 1996, passou a aparecer em júris de concursos de beleza, se tornando a primeira miss a cobrar cachê para tanto. Gravou dois discos com Emilinha Borba. Hoje, complementa sua renda pintando quadros.

1958
Adalgisa Colombo (Distrito Federal – RJ)

Adalgisa Colombo
Durante o reinado, renunciou à coroa porque estava de casamento marcado, o que é proibido pelas regras. Ao longo da década de 60, foi apresentadora da TV Rio.

1963
Ieda Maria Brutto Vargas (Rio Grande do Sul)

Ieda Maria Brutto Vargas
Foi a primeira brasileira a vencer o Miss Universo. Depois de passar a faixa à sucessora, casou-se e teve filhos.

1968
Martha Maria Cordeiro Vasconcellos (Bahia)

Martha Maria Cordeiro Vasconcellos
Foi a segunda Miss Brasil a vencer o Miss Universo. Seguiu a carreira de psicóloga e mudou-se para Boston.

Leia também: 10 curiosidades sobre o concurso Miss Brasil

1969
Vera Fischer (Santa Catarina)

Vera Fischer
Iniciou a carreira como atriz fazendo pornochanchadas, depois passou a fazer telenovelas e outros filmes. Posou nua para a revista Playboy em agosto de 1982 e janeiro de 2000.

1970
Eliane Fialho Thompson (Guanabara)

Logo depois do concurso, foi jurada Programa Flávio Cavalcanti, na Rede Tupi, por sete meses. Em Paris, atuou em 5 filmes. Voltou para o Brasil e, desde a década de 90, possui um sítio em Itaipava, onde tem seu atelier de pintura e se dedica à criação de cavalos, bovinos, cães e aves.

1972
Rejane Vieira Costa (Rio Grande do Sul)

Rejane Vieira Costa
Com o nome de Rejane Goulart, participou de 6 novelas: “Tititi” (1985), “Felicidade” (1991), “De Corpo e Alma” (1992), “A Viagem” (1994), “Vira Lata” (1996) e “Era Uma Vez” (1998).

1977
Cássia Janys Moraes Silveira (São Paulo)

Durante seu reinado, foi jurada do programa de Raul Gil, na Rede Tupi. Casou-se, teve dois filhos e atualmente trabalha como decoradora.

1981
Adriana Alves de Oliveira (Rio de Janeiro)

Adriana Alves de Oliveira
Foi para a Itália e casou-se com o ex-banqueiro Salvatore Cacciola, personagem de um dos principais casos de corrupção do governo FHC. Ficou casada até 2006 e voltou para o Brasil.

1984
Ana Elisa Flores (São Paulo)

Atualmente, trabalha como fisioterapeuta.

1989
Flávia Cavalcante Rebelo (Ceará)

Virou apresentadora de programas jornalísticos e esportivos na Manchete e na TV Gazeta. Em 1999 e 2000, foi repórter da Bandeirantes. Depois, foi apresentadora na Rede Vida. Em 2008, apresentou o programa “São Paulo Acontece”, da TV Band. Depois, foi para a rádio de notícias BandNews FM.

1993
Leila Cristine Schuster (Rio Grande do Sul)

Teve uma curta carreira como apresentadora de televisão em emissoras do Rio de Janeiro. Em 2006, lançou a grife de roupas Miss Schuster, com o estilista Neil Brasil.

1994
Valéria Melo Peris (São Paulo)

Formou-se farmacêutica e atua na área de cosméticos. Participa também de júris de concursos de beleza.

1995
Renata Aparecida Bessa Soares (Minas Gerais)

Trabalha como designer de jóias.

1999
Renata Bomfiglio Fan (Rio Grande do Sul)

Renata Bomfiglio Fan
Em 2003, foi para a Record como apresentadora esportiva, e trabalhou ao lado do jornalista Milton Neves. Em 2007, foi para a Bandeirantes, onde apresenta um programa sobre futebol, “Jogo Aberto”.

2002
Joseane Oliveira (Rio Grande do Sul)

Um ano após o concurso, foi selecionada para participar do Big Brother Brasil 3. Durante a exibição do reality show, a organização do concurso descobriu que ela era casada. Ela perdeu o título para a 2ª colocada, a representante de Santa Catarina, Taiza Thomsem. Em 2010, participou do BBB novamente.

2002
Taiza Thomsen Severina (Santa Catarina)

Em 25 de janeiro de 2007, os pais da ex-miss informaram à Polícia Federal que a filha estava desaparecida desde setembro de 2006, época em que ela estava em Londres. No dia 5 de fevereiro de 2007, o delegado Marcos David Salem conversou por telefone com Taíza, que teria dito que não queria se comunicar com a família.

2007
Natália Guimarães (Minas Gerais)

Natália Guimarães
Fez uma pequena participação na telenovela “Dance Dance Dance”, da Bandeirantes. Fez mais duas novelas, na Record. Ganhou também o posto de rainha da bateria da escola de samba carioca Vila Isabel.