NESCAFÉ

Nos anos 30, houve uma superprodução de café e os preços do produto no mercado internacional despencaram. O Brasil, maior produtor na época, entrou numa crise séria. Entre 1931 e 1938, foram destruídas 65 milhões de sacas de café. Então as autoridades brasileiras sugeriram que a Nestlé, que já fabricava leite em pó, desenvolvesse um café solúvel. As pesquisas de Hans Morgenthales levaram 7 anos e seu grande mérito foi descobrir que se deveria acrescentar hidratos de carbono na matéria-prima para manter o aroma do café. A produção de Nescafé foi iniciada em 1939, mas o produto só chegou ao Brasil em 1953.