Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

A história e os jingles do Lanche Mirabel

6 de julho de 2020

Quando escrevi “O Guia dos Curiosos – Invenções” (lançado inicialmente como “O Livro das Invenções”, em 1997), dediquei um capítulo enorme para contar as histórias de marcas famosas. Encontrei muitas dificuldades para conseguir o material. A maioria das empresas ainda não tinha sites – e o famoso botão “Quem somos”. Foi maravilhoso, por exemplo, descobrir a origem da marca de sabão em pó Omo.

Continuei com o meu trabalho de pesquisa, sempre procurando registrar histórias desconhecidas de marcas que fizeram parte de nossas infâncias ou de nossos pais. Recentemente, consegui novas informações sobre a Groselha Milani (encontrei no Facebook a neta de um dos fundadores) e publiquei aqui no site.

Ando procurando agora a história do Lanche Mirabel, pacotinho que vinha com oito biscoitinhos wafer e que foi sensação dos recreios nas décadas de 1970, 1980 e 1990. Na embalagem mais antiga, cada sabor tinha uma cor diferente: limão (amarelo), chocolate (verde), baunilha (roxo), crocante (vermelho), morango (azul) e coco (preta). O que se conta é que Mirabel seria o nome da mulher do dono da fábrica, no bairro do Limão, em São Paulo, mas não encontrei qualquer confirmação disso. Não há registro da data em que o produto foi lançado. Para concorrer com o Mirabel, a Tostines lançou a marca Recreio.

Como aconteceu em muitos casos, a marca foi trocando de mãos e a história se perdeu. Primeiro ela se juntou à Kraft Lacta Suchard (não encontrei registro da data). A marca foi vendida à Adams em 1999 e a empresa desistiu de produzir os Lanches Mirabel em 2001. Em maio de 2012, o grupo Pepsico comprou a fábrica de biscoito Mabel e anunciou que promoveria também a volta do Mirabel.

Os jingles do Lanche Mirabel também ficaram muito famosos. Mas até nesse caso há uma imprecisão sobre a autoria, conta o professor Fábio Dias, criador do Clube do Jingle e autor do livro “Jingle é a Alma do Negócio”. A composição é atribuída ao jinglista mineiro Edison Borges de Abrantes, o “Passarinho”, mas muitas outras pessoas disseram ter criado ou participado da composição. O jingle mais famoso de Passarinho é o “Quero ver você não chorar”, tema de Natal do Banco Nacional.

No áudio 1, vamos ouvir um dos famosos jingles do Lanche Mirabel na versão da banda Bek e os Tio de Fusca (especial para o “Você é Curioso?”, 04/07/20020).

No áudio 2, o professor Fábio Dias resgatou um jingle menos conhecido do produto, mas com autoria confirmada de Passarinho.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

A história da criação do refrigerante de uva Grapette

A história da criação do refrigerante de uva Grapette

A Grapette foi criada pelo americano Benjamin Tyndle Fooks (1901-1981). Durante vários anos, o jovem Fooks trabalhou na indústria madeireira. Depois foi dono de um posto de gasolina. Com o dinheiro da venda do negócio e mais 4 mil dólares emprestados, ele se lançou no...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This