Qual foi o primeiro nome do Burger King? A rede de fast food foi criada em 23 de julho de 1953 por Keith Kramer e Matthew Burns, na cidade de Jacksonville, na Flórida, Estados Unidos. O primeiro nome da lanchonete foi Insta-Burger King. Não, eles não previram a criação do Instagram. A cozinha usava uma grelha chamada Insta-Broiler, O Insta era de “instantaneous” [instantâneo], para falar da rapidez na preparação dos hambúrgueres.

Os primeiros sanduíches e milk-shakes do cardápio eram vendidos a 18 centavos de dólar.

Os dois fundadores começaram a ter dívidas muito rápido e venderam o negócio pouco mais de um ano depois para James McLamore e David Edgerton, que eram seus franqueados em Miami.

burguer king

Os novos donos mudaram o nome para Burger King e passaram a adotar como data de fundação o 4 de dezembro de 1954. Em 57, McLamore criou o sanduíche mais famoso da rede, o Whooper. Ele batizou a novidade desse jeito para transmitir a ideia de “algo muito grande”. Ele é feito com dois hambúrgueres de carne bovina, tomates, alface, maionese, catchup, picles e cebolas. Na época, o lanche era vendido a 37 centavos de dólar. Segundo a empresa, cada Whopper tem 40 gramas de gorduras e 670 calorias.

O primeiro restaurante Burger King internacional foi aberto em Porto Rico, em 1963.

Em 1971, ao chegar à Austrália, o grupo americano descobriu que o nome Burger King já estava registrado por uma restaurante de Adelaide. O franqueado australiano escolheu, então, o nome Hungry Jack’s.

O restaurante de Rotherham, Inglaterra, inaugurado em 2000, foi construído em apenas 24 horas.

No Iraque, por causa da guerra, três restaurantes móveis do Burger King foram instalados para atender aos soldados dos Estados Unidos.

Em 23 de novembro de 2004, foi inaugurada no Shopping Ibirapuera, em São Paulo, a primeira loja da marca no Brasil. O locutor esportivo Galvão Bueno e o piloto Hélio Castroneves fazem parte do grupo de investidores da companhia no país.

Em maio de 2009, uma campanha publicitária veiculada pelo Burger King inglês deixou muitos cariocas bravos. No anúncio, havia a seguinte frase: “Não é necessário uma passagem para o Rio: você vai se sentir como se estivesse nos roubando”. A sentença dizia respeito a uma promoção de 2,99 libras. O cartaz podia ser visto nas ruas de Londres.