Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Se a Catalunha virar um país, o que acontece no futebol?

8 de outubro de 2012

Ontem, Real Madrid e Barcelona se enfrentaram pelo Campeonato Espanhol, no estádio de Camp Nou, em Barcelona. A disputa entre os arquirrivais é hoje um dos jogos mais badalados do futebol mundial. Dentro de campo, as duas equipes empataram em 2 x 2, mas a torcida do Barcelona saiu de campo com saldo bem positivo. Os torcedores aproveitaram a visibilidade do clássico (transmitido ao vivo para 40 países) para fazer uma manifestação em favor da independência da região da Catalunha, que abriga a cidade de Barcelona. Antes de começar o jogo, 98 mil torcedores ergueram cartolinas amarelas e vermelhas, formando a bandeira catalã. Aos 17 minutos e 14 segundos de jogo, os catalães agitaram suas bandeiras e, em uníssono, gritaram: “Independência!”.

Mosaico da bandeira catalã

A hora marcada para a manifestação é uma referência ao ano em que a nação catalã foi anexada à Espanha (1714). A Catalunha foi obrigada a se render às tropas de Felipe V durante a Guerra de Sucessão Espanhola, que valia o trono do país. A Catalunha perdeu sua chefia de Estado, passando a fazer parte da Espanha, situação que se estende até a atualidade.

A rivalidade esportiva entre Barcelona e Real Madrid está diretamente ligada à questão política. O FC Barcelona foi fundado no dia 29 de novembro de 1899. Nos primeiros anos de 1900, a equipe já era considerada o melhor time de futebol da região da Catalunha. Com a ascensão do ditador Franco ao poder, em 1939, o time foi obrigado a mudar de nome e remover a bandeira catalã de seu escudo. O Futbol Club Barcelona passou a se chamar Club de Fútbol Barcelona, como manda a língua espanhola. Josep Garriga, presidente do time na época, foi assassinado por soldados de Franco em Guadalajara. Foi nesse período que a rivalidade com o Real Madrid começou. Cada time representava uma cidade, uma postura política e uma raiz cultural. O Barcelona representava a região que queria se separar da Espanha; o Real Madrid representava Castela, antigo reino incorporado ao país, e apoiava a unidade da Espanha.

Muito se fala sobre os efeitos na política e na economia mundial em caso da emancipação da Catalunha. A região é a mais economicamente ativa do país, mas, ao mesmo tempo, a que acumula a maior dívida. Por enquanto, tudo são conjecturas. Mas, como começamos o post falando sobre o jogo de ontem, fica uma pergunta: se a Catalunha virar um país, , o que aconteceria com o futebol? Dá para fazermos alguns exercícios de possibilidades:

  1. A mais imediata consequência futebolística seria o fim do grande clássico Real x Barça na Liga Espanhola. Como o Barcelona seria um time do país Catalunha, ele não poderia participar do torneio. O Barcelona teria que disputar um nada competitivo Campeonato Catalão. Há 11 times na região. O problema é que a qualidade técnica de equipes como o Girona Futbol Club e o Terrassa FC não chega aos craques das chuteiras de Messi e cia., o que deixaria o campeonato não muito emocionante e bastante previsível.
  2. E as seleções? O time da Espanha, que lidera o atual ranking da FIFA, perderia um terço de seu elenco. Dos 22 jogadores chamados na última convocação, oito são de origem catalã. Entre eles, estão os craques Xavi Hernandéz, Cesc Fábregas, Gerard Piqué, Joan Capdevila e Carles Puyol.
  3. Quanto à Seleção da Catalunha, ela finalmente seria regulamentada pela FIFA. O time já existe desde 1904, e é hoje treinado pelo ex-craque holandês  Johan Cruyff, que foi ídolo com a camisa do Barça. Mas, por não ser reconhecida pela FIFA, a seleção “pirata” só pode jogar partidas internacionais amistosas.  Os 8 craques catalães da seleção espanhola costumam marcar presença também no time da Catalunha nos poucos jogos marcados. E, como a seleção não é oficial, de vez em quando atletas estrangeiros são convidados para integrar a equipe. O brasileiro Evaristo de Macedo, que jogou pelo Real Madrid e pelo Barcelona, foi um deles. A seleção da Catalunha e a brasileira já se enfrentaram duas vezes em amistosos. O primeiro foi um empate por 2 x 2 em 1934. Em 2004, os brasileiros derrotaram os catalães por 5 x 2.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

A Rádio ONCB e as Paraolimpíadas de Tóquio 2020

A Rádio ONCB e as Paraolimpíadas de Tóquio 2020

Os Jogos Paraolímpicos de Tóquio começam na próxima terça-feira, dia 24. Marcus Aurélio Carvalho, diretor e apresentador da Rádio ONCB, emissora web da Organização Nacional de Cegos do Brasil, explica como será a cobertura diferenciada do evento. Marcus fala também de...

O autor de 150 hinos de times de futebol

O autor de 150 hinos de times de futebol

O compositor paulista Carlos Santorelli tem mais de 2 mil músicas gravadas. Em 1997, ele lançou um CD com hinos para os principais times do Rio Grande do Norte compostos por ele. Depois, em 2011, veio outro, desta vez com times paraibanos. Mas foi a partir de 2017 que...

Pugilista perdeu a orelha e não consegue usar máscara?

Pugilista perdeu a orelha e não consegue usar máscara?

Em novembro de 1996, o pugilista Evander Holyfield, pentacampeão mundial dos pesos-pesados, desafiou Mike Tyson pelo título da Associação Mundial de Boxe. Holyfield venceu de forma surpreendente ao realizar a proeza de nocautear Tyson no 11º round. Em junho do ano...

14 Comentários

14 Comentários

  1. Daniel

    Outra coisa que ia acontecer seria o RCD Espanyol mudar de nome. Ele seria o rival mais forte do Barça no campeonato catalão, mas ainda assim não daria muita graça.

    Responder
  2. Daniel

    Outra coisa que ia acontecer seria o RCD Espanyol mudar de nome. Ele seria o rival mais forte do Barça no campeonato catalão, mas ainda assim não daria muita graça.

    Responder
  3. Blog Futebol Clube

    Bacana esse seu post, concordo principalmente com o item 2. A Espanha sem os 8 jogadores do Barcelona seria muito mais fraca.
    Excelente momento, muito boa a foto.

    Responder
  4. Blog Futebol Clube

    Bacana esse seu post, concordo principalmente com o item 2. A Espanha sem os 8 jogadores do Barcelona seria muito mais fraca.
    Excelente momento, muito boa a foto.

    Responder
  5. Carlos Alberto Santos Nunes

    Os Catalães deve de se conscientizar:que uma coisa é ser um país; outra coisa é fazer parte de um país. Por outro lado,a UE não vai aceita-los de imediato,países em situação econômica instáveis. Isso sem contar que dentro do bloco não vão ser apoiados por outras potências que estão com problemas similares é caso do Reino Unido, Bélgica, e Propriá França

    Responder
  6. Carlos Alberto Santos Nunes

    Os Catalães deve de se conscientizar:que uma coisa é ser um país; outra coisa é fazer parte de um país. Por outro lado,a UE não vai aceita-los de imediato,países em situação econômica instáveis. Isso sem contar que dentro do bloco não vão ser apoiados por outras potências que estão com problemas similares é caso do Reino Unido, Bélgica, e Propriá França

    Responder
  7. leonardo loyola

    os times catalões poderiam participar do caampeonato espanhol e ter a sua seleção

    Responder
  8. leonardo loyola

    os times catalões poderiam participar do caampeonato espanhol e ter a sua seleção

    Responder
  9. milton

    ixo vai mudar completamente a qualidad do campeonato xpanhol e ficarias sem os classicos

    Responder
  10. milton

    ixo vai mudar completamente a qualidad do campeonato xpanhol e ficarias sem os classicos

    Responder
  11. jose anchieta simões

    Muitos craques seiriam do barcelona pois não teriam muita visibilidade e o barcelona não presisaria manter tantos craques ja que o campeonato seriam de times fracos.

    Responder
  12. jose anchieta simões

    Muitos craques seiriam do barcelona pois não teriam muita visibilidade e o barcelona não presisaria manter tantos craques ja que o campeonato seriam de times fracos.

    Responder
  13. Aves

    Eu a seito com a déia do meu amigo, numa primeira fase o canbionato espanhol pode continuar, mas com uma seleção da Catalões. Para não perder a competiblidede do futebol do espanhol.

    Responder
  14. Aves

    Eu a seito com a déia do meu amigo, numa primeira fase o canbionato espanhol pode continuar, mas com uma seleção da Catalões. Para não perder a competiblidede do futebol do espanhol.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This