Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Qual é o horário dos jogos noturnos de futebol em outros países

19 de março de 2015

O duelo entre Corinthians x São Bernardo, pelo Campeonato Paulista, estava marcado  para as 22 horas. O torcedor  corintiano Vinicius Lima pegou o trem na estação Mauá. na Grande São Paulo, em direção  à Arena Corinthians. Depois de  1 hora e 10 minutos, chegou ao estádio. Vinicius é pé-quente: o Corinthians ganhou por 1 x 0. Ele não conseguiu ver o jogo até o final. Teve que sair 10 minutos antes. O Metrô fecha às 0h30 e Vinicius teria que correr para conseguir fazer o caminho de volta para casa. Desta vez, ele não conseguiu. O Metrô demorou 40 minutos entre as estações Corinthians-Itaquera e Brás. Acabaram as transferências de linha e o publicitário foi obrigado a dormir em um dos bancos da estação,  acompanhado de outros 30 corintianos. “Não dá para um jogo de futebol começar às 10 horas da noite”, desabafou. “Não tem transporte público e as pessoas acordam cedo no dia seguinte”. Desde o final da década de 1980, os principais jogos de futebol das quartas-feiras no Brasil são disputados nesse horário, por decisão da Rede Globo, detentora dos direitos de transmissão. Para o Campeonato Brasileiro de 2015, a CBF acaba de informar que alguns jogos também serão disputados às 10 da noite dos sábados – uma aberração. Em quase todos os países com tradição futebolística, a situação é diferente: 21 horas é o horário limite para o pontapé inicial, como era também no Brasil.

Foto tirada por Vinicius: ele e mais 30 corintianos foram obrigados a dormir no Metrô

Entre os principais campeonatos europeus, somente o espanhol tem alguns jogos iniciados às 22 horas. O horário gerou reclamações de atletas. “Ficamos cansados em jogar às 22 horas, preferimos jogar às 20h”, desabafou Pedro, atacante do Barcelona, na temporada passada. “O horário e o frio afetam nosso rendimento, além de os estádios não encherem”. Na Espanha, as partidas noturnas regularmente começam entre 20h e 21h. Pior: em agosto passado, por causa do forte calor, quatro jogos foram marcados para as 23 horas – dois no sábado e dois no domingo. A média de público dessas partidas, que não envolveram clubes grandes, foi de 16.878 torcedores. No Brasil, o estadual de 2015 com a melhor média de público pagante até aqui é o paulista, com 6.919 torcedores. A título de (mais) curiosidade: em 2003, uma partida entre Barcelona e Sevilla, válida pela segunda rodada do Campeonato Espanhol, começou à meia-noite – também por causa do calor.


Na Inglaterra, é difícil um jogo da Premier League ser jogado em dias de semana. Quando isso ocorre, são de quinta-feira, às 19h45 – raros acontecem às 21h. O grande dia do futebol na Inglaterra é o sábado, porque, antigamente, era proibido praticar esportes aos domingos por ordem da igreja. O sábado é o principal dia também do campeonato alemão. Na atual temporada, o jogo mais tarde começou às 20h40 de uma sexta-feira – 61.973 pessoas assistiram à vitória de 1 x 0 do Schalke 04 contra o Borussia Mönchengladbach. Itália e França também seguem o padrão europeu: às 21h é quando começa o último jogo do dia. No caso francês, em partidas nos dias de semana, elas começam às 19 ou 21 horas – mesmos horários dos jogos da Champions League. Já na Itália, eles são às 18h ou 21h. No Japão, nenhuma partida da J-League começa depois das 19 horas, mesmo em finais de semana. Na Rússia, palco da próxima Copa do Mundo, as partidas do Campeonato Nacional iniciam-se, no máximo, às 20h45.

Na América do Sul, nenhum país possui a tradição de jogos com início às 22 horas. Dentre os sul-americanos, na atual temporada, o único país que teve partidas no “horário pós-novela” foi o Chile. Dentre os 153 jogos, cinco foram agendados para começar às 22h – quatro no sábado e um na terça-feira. Assim como na Espanha, a razão para o horário é climática. “As equipes de San Marcos de Arica e Deportes Iquique jogam às 22 horas por causa do forte calor que faz no norte do Chile”, explica Gonzalo Pérez, editor do jornal “El Gráfico” chileno. Na Copa Libertadores, nossos vizinhos são obrigados a ajustar o relógio. “Nunca tivemos a tradição de jogos tão tarde, como às 22 horas, que é quando clubes argentinos jogam contra brasileiros”, conta Pablo Ramon, jornalista do diário argentino Olé. “Os dirigentes querem transferir este fenômeno típico de Libertadores para os torneios locais, mas jogadores e torcedores são contra”.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

A Rádio ONCB e as Paraolimpíadas de Tóquio 2020

A Rádio ONCB e as Paraolimpíadas de Tóquio 2020

Os Jogos Paraolímpicos de Tóquio começam na próxima terça-feira, dia 24. Marcus Aurélio Carvalho, diretor e apresentador da Rádio ONCB, emissora web da Organização Nacional de Cegos do Brasil, explica como será a cobertura diferenciada do evento. Marcus fala também de...

O autor de 150 hinos de times de futebol

O autor de 150 hinos de times de futebol

O compositor paulista Carlos Santorelli tem mais de 2 mil músicas gravadas. Em 1997, ele lançou um CD com hinos para os principais times do Rio Grande do Norte compostos por ele. Depois, em 2011, veio outro, desta vez com times paraibanos. Mas foi a partir de 2017 que...

Pugilista perdeu a orelha e não consegue usar máscara?

Pugilista perdeu a orelha e não consegue usar máscara?

Em novembro de 1996, o pugilista Evander Holyfield, pentacampeão mundial dos pesos-pesados, desafiou Mike Tyson pelo título da Associação Mundial de Boxe. Holyfield venceu de forma surpreendente ao realizar a proeza de nocautear Tyson no 11º round. Em junho do ano...

6 Comentários

6 Comentários

  1. Marcelo Pereira

    Quero o fim dos jogos noturnos. Não consigo dormir às quartas por causa da gritaria da vizinhança. Isso mudou a minha rotina de sono, pois todos os dias não vou para a cama antes de 00:30 e acordo todos os das as 7:00 em ponto.

    Responder
  2. kiko

    Isso é uma sacanagem!!!! Fora Globo!!!!

    Responder
  3. Guilherme

    Eu gosto do jogo às 22h. Dava tempo de ir à faculdade e ver o jogo depois… Hoje dá pra ir depois da academia. Pra mim é ótimo!
    Eu não gosto é de jogo sábado à noite, que tem coisa melhor pra fazer ou domingo 16h com um sol de rachar! fala sério!!!

    Responder
  4. Flávio

    A Globo é uma empresa safada, gananciosa e mesquinha, que quer mais que o torcedor e o telespectador se danem. Só num país sem lei como o nosso uma emissora de TV consegue ditar horário de jogo, à revelia do povo, só pra não competir com a audiência de suas telenovelas asquerosas. Como pode, em plena quarta-feira, um jogo começar às 22 horas? Isso é horário de jogo terminar, e não estar apenas começando. Consequência da falta de respeito com o público e de uma Justiça negligente e vendida aos interesses dessa emissora.

    Responder
  5. Ney

    Essa RGT manda e desmanda no futebol brasileiro. Vergonha!!!

    Responder
  6. Junior

    Também acho horrível esse horário. Por isso que torço muito para que logo a Record compre o Brasileirão e faça algo melhor, já que pra RGT a prioridade é a novela… Cadê os órgãos de defesa do consumidor pra agirem contra isso? É um desrespeito com o torcedor!

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This