PERNALONGANo desenho, coelho e lebre são usadas como sinônimos. Os dois são da mesma família, embora sejam animais diferentes. Apesar de ter as orelhas bem compridas, o que é uma característica das lebres, Pernalonga vive em uma toca, o que o define como um coelho.

Para entender quem é quem, confira essa lista de diferenças e semelhanças:

De maneira geral, as lebres preferem viver em pastos e campos abertos, enquanto os coelhos fazem tocas em diferentes tipos de lugares – no solo (como costumamos ver nos desenhos), em arbustos e em florestas.

O tamanho também é diferente: a lebre é um pouco maior do que o coelho. A lebre mede em média 68 cm de comprimento, contra 44 cm do coelho.

As lebres são encontradas na natureza com pelagens em tons marrom-amarelado e marrom-acinzentado. Para escapar de predadores, algumas espécies trocam de pelagem no inverno. Ficam brancos e se confundem com a neve. As orelhas das lebres são bem compridas, chegando a medir perto de 10 cm, e têm manchinhas pretas. Os coelhos domésticos, por sua vez, costumam ter pêlos brancos, pretos, cinzas e também avermelhados. Suas orelhas são mais curtinhas.

As patas traseiras dos coelhos são bem menores do que as da lebre, por isso eles se locomovem com pulos mais curtos e mais baixos. As lebres dão saltos tão grandes que podem chegar a 3 metros de distância. Chegam a uma velocidade de 55 km/h.

Tanto coelhos quanto lebres são animais herbívoros e, por isso, se alimentam de grama, folhas, raízes e cascas de árvores. E é verdade que adoram cenouras!

Enquanto os coelhos costumam ser vistos em comunidade, entre vários outros animais, as lebres são bastante solitárias. A reprodução desses animais também tem suas diferenças e semelhanças. As lebres têm uma gestação que pode chegar a praticamente 2 meses (o dobro da dos coelhos) e as ninhadas de ambos costumam ter entre um e oito filhotes a cada gestação. Lebres se reproduzem apenas no inverno e no verão. Coelhos fazem isso o ano todo.