Avenida Higienópolis

Bairro Higienópolis - São Paulo

 

 

É a polêmica da vez em São Paulo. O assunto do dia é que o governo paulista teria desistido de fazer uma estação de Metrô na Avenida Angélica por pressão de um pequeno grupo de moradores de Higienópolis, uma das regiões mais nobres da cidade. Uma tal de Associação Defenda Higienópolis teria apresentado um abaixo-assinado com 3500 assinaturas. Mas o que incendiou a discussão foi uma única declaração de uma moradora do bairro que teria dito que o Metrô traria “gente diferenciada” para lá. Como curiosidade, vale a pena lembrar da origem do nome do bairro.

Higienópolis quer dizer “cidade de higiene”. O nome foi escolhido  porque os lotes da região eram destinados a pessoas com alto poder aquisitivo, já que eram todos residenciais e tinham acesso a água encanada e esgoto, evitando a proliferação de doenças.

O livro Bairros paulistanos de A a Z, de Levino Ponciano, conta que a partir de 1890 a região passou a ser moradia dos barões de café – que antes viviam nos Campos Elíseos – e industriais. Antes, a avenida Higienópolis se chamava Boulevard Martinho Buchard, em homenagem ao homem que fez o primeiro loteamento.

Ah, mas um dos atrativos do  loteamento “Higienópolis” era  que havia linha de bonde servindo a região. Gente diferenciada não andava de bonde naquela época?