A data foi criada em 2017 por uma página de Facebook, a “I Hate Coriander” (Eu Odeio Coentro, em inglês), inventada por um austríaco. A página chama o coentro de “erva do diabo”.

Os egípcios antigos já usavam o coentro, mas não como tempero. Ele era considerado uma erva medicinal, até mesmo afrodisíaca. O coentro era usado para embalsamar corpos. Na Roma Antiga, o coentro fazia o papel do vinagre para a conservação da carne.

Na Grécia do século I, o médico Dioscóridas chegou a recomendar a mistura de coentro com vinho para melhorar a quantidade de espermatozoides.

Coentro tem cheiro de percevejo?

O mais curioso fica com a origem do nome do coentro – e tem tudo a ver com seu alto índice de rejeição. O nome tem origem no grego antigo “koriandron”. A palavra, por sua vez, tem como base “kori”, que é percevejo, pois os gregos associavam o cheiro da planta com o cheiro do inseto.