Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

10 curiosidades sobre o pôquer

24 de abril de 2019

1. A origem do pôquer é bastante controversa. Para alguns, foi no século X, através da dinastia Sung, na China. Outros, creditam o desenvolvimento do jogo a uma adaptação de “As Nas”, jogado pelos Persas no século XVI.

2. Os primeiros registros mais concretos e próximos do que se conhece hoje são da França no século XVII. O “poque” chegou aos Estados Unidos um século depois através dos colonizadores franceses que fundaram a cidade de New Orleans.

3. O jogo se espalhou rapidamente pelos Estados Unidos no período da “Wild West”, a expansão ao longo do Rio Mississipi em direção ao oeste do país. Foi a partir daí que o jogo começou a ganhar as variações atuais.

4. Em 1970, foi criada a World Series of Poker (WSOP). Seis jogadores entraram na disputa que consagrou Johnny Moss. Ele venceu o torneio outras sete vezes até 1995, quando deixou as disputas.

5. Em 2003, o Cassino Harrah comprou os direitos de sediar a WSOP, substituindo o Binion’s Horseshoe de Las Vegas. Dos 839 jogadores, alguns deles conseguiram a classificação por torneios online, de premiação menor. E foi justamente um deles, Chris Moneymaker, que surpreendeu e faturou o título e a bolada de U$ 2,5 milhões.

6. O resultado provocou um “boom” mundial do pôquer.  A ESPN norte-americana passou a transmitir os eventos e a WSOP atingiu até a Europa. No mundo todo, as ligas se multiplicaram. Em 2016, 6.737 jogadores de 79 países se inscreveram de olho no prêmio de 8 milhões de dólares.

7. Basicamente, o objetivo do pôquer é acumular o maior número de fichas. Vence quem tiver a maior quantidade de fichas acumulada (“torneio”) ou quem faz uma aposta não-paga pelos adversários (“cash game”). As fichas não necessariamente possuem valor monetário.

8. No Texas Hold’em, a modalidade mais comum e popular da atualidade, cada jogador possui duas cartas. Outras cinco cartas são dispostas na mesa e reveladas de maneira intercalada entre as rodadas de apostas. Quem leva a melhor é quem consegue montar o melhor jogo.

9. O melhor jogo de cinco cartas que um jogador pode fazer é um straight flush, com cinco cartas de um mesmo naipe em sequência (que, no caso, é de 2 a 10 e, depois, J, Q, K e A). A “quadra”, com quatro cartas iguais e uma outra qualquer, e a “full house”, com três iguais e outras duas iguais, aparecem logo atrás.

10. No Brasil, o grande expoente da modalidade é o paulistano André Akkari. Ele foi um dos três brasileiros a ganhar uma das etapas da World Series – foi em 2011. Os outros foram Alexandre Gomes, em 2008, e Thiago Decano, em 2015.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

O arqueólogo dos jogos

O arqueólogo dos jogos

  O professor inglês Irving Finkel é uma espécie de Indiana Jones dos jogos milenares. Funcionário do Museu Britânico, de Londres, seu trabalho tem sido justamente desvendar detalhes de jogos milenares. Graças a ele, sabe-se hoje as regras do Jogo Real do Ur, um...

Jogo dos vikings

Jogo dos vikings

Trata-se de um "jogo de caça" criado na China do século V. Foi inspirado no Shoji, conhecido como o "jogo de damas oriental". O objetivo é alcançar a toca do adversário, marcada por um símbolo. As oito peças de cada adversário representam animais, cada um com uma...

Jogo Real de Ur

Jogo Real de Ur

  Em 1920, o arqueólogo inglês sir Leonard Wooley encontrou um tabuleiro com peças e dados na cidade de Ur, importante centro da civilização sumeriana, onde hoje fica o Iraque. Wooley descobriu que o jogo havia sido bastante popular entre os nobres, que se...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This