Ele tem compartimentos próximos ao casco chamados tanques de lastro, que se enchem de água para que o submarino possa afundar. Conforme vão enchendo, os tanques aumentam o peso da embarcação até que se torne igual ao do líquido que ele desloca. Com os pesos iguais, o sistema está em equilíbrio e o líquido não empurra o submarino para cima. Na hora de emergir, é só colocar a água de volta para fora.

Leia também:
Acidentes com Submarinos
A origem do Dia do Submarinista (17/07)