Na mesma viagem à Califórnia, a vitrine de uma sorveteria de Monterey me chamou a atenção. Havia ali uma dezena de garrafinhas de refrigerantes coloridíssimos. Entrei para ver. Escolhi os dois que tinham a cor azul – e caveirinhas no rótulo!

O “Jack Black’s”, azul claro, tinha gosto de soda bem fraquinho. Agora o “Brain Wash”, azul escuro, era um horror! O nome “lavagem cerebrak” faz jus à bebida. Parecia que eu estava bebendo aquela tinta de almofada de carimbo. Tanto é que a língua ainda fica azul.

Isto é que dá ser curioso…
Veja os vídeos: