Na Roma antiga acreditava-se nas strigoes, bruxas noturnas, transformavam-se em corujas e voavam para roubar sangue de bebês. Para protegê-los, as pessoas colocavam espinheiros, temidos pelas bruxas, aos redor dos berços.