Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

10 curiosidades sobre Scooby-doo

24 de abril de 2019
  1. Scooby-Doo foi criado pelo desenhista Iwao Takamoto em 1969 para o estúdio Hanna-Barbera. A animação foi encomendada. De acordo com a Comissão de Pais dos EUA, os desenhos disponíveis na época, como Herculoides e Space Ghost, eram considerados violentos demais.
  2. O nome foi inspirado na canção “Strangers in the Night”, de Frank Sinatra. A ideia surgiu de um trecho da música que diz “dooby dooby doo”.
  3. O desenho segue a mesma fórmula desde que foi criado. Começa com um mistério de monstro ou fantasma, que depois de muita confusão é desmascarado. No final, o bandido vai preso e sempre fala: “Eu teria conseguido se não fosse por esses garotos enxeridos e esse maldito cachorro”.
  4. Scooby é um cachorro da raça dinamarquesa Dogue Alemão. O nome verdadeiro de Scooby é Scoobert.
  5. De 1988 a 1993, foi produzida uma nova série onde todos os personagens apareciam como crianças. O desenho foi batizado como “O Pequeno Scooby-Doo”.
  6. Em 2002, foi lançado o primeiro filme da série com atores de verdade, “Scooby-Doo”. Só o cachorro Scooby precisou ser animado por computação gráfica. Em 2004 saiu o segundo filme, “Scooby-Doo – Mostros à Solta”, com os mesmos atores.
  7. O furgão que leva a turma de investigadores para todos os lados chama-se “Máquina do Mistério”.
  8. Em 2004 a série entrou para o Livro dos Recordes como a série de animação mais longa de todos os tempos. Até aquele momento eram 350 episódios. Depois, o título foi alcançado por Os Simpsons.
  9. A comida preferida do Scooby são os Bicoitos Scooby. Ele faz qualquer coisa por um destes.
  10. Em 8 de janeiro de 2006 o criador do desenho, Iwao Takamoto, faleceu em Los Angeles, nos Estados Unidos, em decorrência de problemas cardíacos. Ele tinha 81 anos.

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This