Uma dupla de heróis, com identidade secretas, cuja missão é defender a humanidade e  impedir gênios do crime. Quantas vezes você já ouviu essa história antes? Pois é. Então, lá vai mais uma. Criada em 1976, a série de televisão “Electra Woman e Dyna Girl” era uma espécie de versão feminina (e feminista) do clássico “Batman e Robin”.

Electra Woman (Deidre Hall) era a heroína mais velha, enquanto que Dyna Girl

Electra Woman (Deidre Hall) era a heroína mais velha, enquanto que Dyna Girl (Judy Strangis) fazia as vezes de atrapalhada assistente. A identidade secreta das duas era assegurada por um emprego de fachada em uma revista.
Intérprete de Electra Woman durante os 16 episódios da série, a atriz Deidre Hall tinha uma irmã gêmea, Andrea. É ela quem aparece em “The Spider Lady”, episódio em que a vilã Spider Lady assume a forma da heroína.

Prev 1 of 1 Next
Prev 1 of 1 Next

A personagem Dyna Girl até mesmo tinha a mania de adicionar “electra” em várias expressões – igualzinho ao “Santa confusão, Batman!”, frase clássica de Robin.

Prev 1 of 1 Next
Prev 1 of 1 Next

Para completar o clima feminista, a música de abertura de “Electra Woman e Dyna Girl” era cantada por Cindy Lauper, dona do hit “Girls Just Wanna Have Fun”.