Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

10 hábitos indígenas

24 de abril de 2019

 

1. Ótimos caçadores, os índios usam o fogo para tirar o animal da toca e constróem esconderijos no alto das árvores para esperar a caça. O contato com a civilização, porém, alterou a forma de os índios caçarem. Hoje alguns usam espingardas.

2. Algumas tribos gostam mais de pescar do que caçar. Para isso, eles usam vegetais (tigui ou timbó) para atrair e atordoar o peixe. Depois, agarram o peixe com as mãos. Costumam também atingi-lo com flechas de ponta de osso. A civilização também já ensinou algumas tribos a utilizar varas de pescar e anzóis industrializados.

3. Os índios brasileiros adoram carne de macaco, considerada um prato muito especial. Quanto mais novo o macaco for abatido, mais macia é a carne. Os miolos são retirados e misturados a um molho ou pão. Os cérebros são ricos em gordura e proteína.

4. Algumas espécies de larvas de besouro, como as que vivem em tronco de coqueiros, são consumidas pelos índios brasileiros.

5. O arco e a flecha são o tipo de arma mais conhecido dos índios. Existem também o tacape, a borduna (porrete), o chuço (pau com uma ponta afiada feita de osso) e a zarabatana (longo canudo usado para disparar setas com a força de um soprão).

6. As ocas são compartilhadas por famílias de até 40 pessoas. Filhos, genros, noras, netos moram juntos, na maloca do patriarca.

7. Os índios jamais batem nos filhos.

8. Os casamentos ainda são arranjados. Ao entrar na puberdade, a garota fica reclusa durante um ano e depois é apresentada aos pretendentes numa festa. Em casa, ouve lições das mulheres mais velhas, aprimora técnicas de artesanato e ajuda a cuidar dos bebês da família.

9. Algumas tribos aceitam a poligamia. Outras só permitem que o chefe tenha várias mulheres.

10. Uma das modalidades esportivas mais apreciadas pelos índios é a corrida com toras de buriti. Nessa prova, 10 índios se revezam carregando toras de madeira com mais de 100 quilos.

 

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Os 50 anos do “Manual do Escoteiro Mirim” no Brasil

Os 50 anos do “Manual do Escoteiro Mirim” no Brasil

A Editora Abril lançou no Brasil o primeiro "Manual do Escoteiro Mirim" em julho de 1971. A edição de capa dura, com 13cm x 19,5cm, tinha um total de 264 páginas. A edição original - "Manuale delle Giovani Marmotte" - tinha sido publicada na Itália pela Editora...

Caubóis e dinossauros no Vale de Gwangi

Caubóis e dinossauros no Vale de Gwangi

Em 1969, Jim O'connolly dirigiu o filme “O Vale de Gwangi”. Ambientado no final do século XIX, no novo México, “O Vale de Gwangi" colocou, lado a lado, caubóis e dinossauros! O filme é estrelado por James Franciscus, que vive o papel do vigarista Tuck Kirby. O vilão...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This