Na entrega do prêmio em 1932, a estatueta passou a ser chamada de Oscar. Há três versões para essa mudança. A mais famosa dá conta de que a bibliotecária da Academia, Margaret Herrick, ao observar pela primeira vez a estatueta, comentou: “Nossa, parece meu tio Oscar”. Ela se referia a Oscar Pierce, um fazendeiro do Texas. O crítico de cinema Sidney Skolsky ouviu a frase, a publicou e o nome pegou.

Outra versão diz que o próprio Skolsky teria inventado o nome para humanizar o prêmio. Por fim, a atriz Bette Davis reivindicou a autoria ao dizer que a estatueta era parecida com as costas do seus então marido Harmon Oscar Nelson.

O Troféu Imprensa, cópia fiel do Oscar, foi criado em 1958 para premiar os melhores da TV Brasileira.