Ignaz Semmelweis, o médico que nos ensinou a lavar as mãos

30 de setembro de 2020

O médico húngaro Ignaz Semmelweis (1818-1865) ganhou notoriedade durante a pandemia do coronavírus, em março deste ano, ao ser homenageado com um “Doodle” (ilustração da página inicial do buscador Google). Semmelweis é reconhecido o pioneiro dos procedimentos anti-sépticos – ele descobriu que a lavagem das mãos reduzia a transmissão de doenças. O método de lavar as mãos por 20 segundos, tão propagada em peças publicitárias e reportagens, é um método sugerido por ele.

Semmelweis era residente-chefe na clínica da maternidade do Hospital Geral de Viena em março de 1847. Percebeu que muitas mães estavam morrendo de infecção pós-parto. Sua investigação concluiu que médicos, enfermeiras e parteiras transmitiam as infecções de cirurgias anteriores e até mesmo autópsias. Os médicos, por sua vez, se sentiram insultados com alguém mandando que eles lavassem as mãos e simplesmente ignoraram – e até ridicularizaram – os apelos de higienização.

Indignado com a classe médica, Semmelweis passou a escrever cartas abertas ao principais obstetras da Europa. Alguns foram chamados por ele de “assassinos irresponsáveis”. Seus amigos e a própria mulher acreditavam que ele estava enlouquecendo. Em 1865, o médico foi internado num hospício. Duas semanas depois de sua internação, ele foi espancado pelos guardas do local e morreu de choque séptico. Postumamente Semmelweis começou a ser reconhecido como “Salvador das Mães”.

Artigos Relacionados

A criação da seringa

A criação da seringa

Imaginada no século XV pelo italiano Gattinara, a primeira seringa teve de esperar quase duzentos anos para ser realmente colocada em prática. Os ingleses C. Wren e R. Boyle fizeram as primeiras demonstrações da novidade em 1657. A seringa hipodérmica foi criada em...

A história das vacinas

A história das vacinas

Por volta de 1770, o médico inglês Edward Jenner (1749-1823) ouviu uma ordenhadora dizer que não pegaria varíola porque já tivera varíola bovina. Foi aí que ele começou a estudar as doenças. Em 14 de maio de 1796, inoculou o vírus de varíola bovina em um garoto de...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *