Guerra da Barba (França x Inglaterra; 1152-1153)
O barbado rei Luís VII casou-se com Eleanor, filha de um duque francês, e recebeu duas províncias no sul do país como dote. Ao voltar das Cruzadas, o rei Luís raspou a barba. Eleanor não gostou, mas ele se recusou a deixar a barba crescer novamente. Eleanor se divorciou e casou-se com o rei Henrique II, da Inglaterra, exigindo a devolução das duas províncias. Luís não quis entregá-las e a guerra começou.

Guerra do Balde (Itália; 1325-1337)
Uma tropa de soldados de Modena invadiu Bolonha para roubar um balde de carvalho. Durante o ataque, muitas pessoas morreram. Bolonha mobilizou-se para recuperar o balde. Depois de doze anos, Modena ganhou a guerra e ficou com ele.

Guerra da Esposa Sumida (Inglaterra x Nação Zulu; 1879)
Umhlana, esposa do chefe zulu, decidiu abandoná-lo e foi se esconder em um território dominado pelos ingleses. Tropas zulus cruzaram a fronteira e fuzilaram a fugitiva. A Inglaterra declarou guerra por causa da violação da fronteira.

Guerra Anglo-Zanzibari (Zanzibar x Inglaterra, 1896)
Foi a guerra mais rápida da História: durou 37 minutos. Uma esquadra inglesa decidiu ancorar no porto de Zanzibar, na África, em 27 de agosto de 1896, para assistir a uma partida de críquete. O sultão de Zanzibar não gostou e mandou que seu único navio atacasse os ingleses. Quando o navio abriu fogo, os ingleses o afundaram rapidamente e ainda destruíram o palácio do sultão, matando cerca de 500 soldados. Zanzibar se rendeu na hora e o sultão invocadinho fugiu para a Alemanha.

Guerra do Cachorro Fujão (Grécia x Bulgária; 1925)
O cachorro de um soldado grego saiu correndo e atravessou a fronteira, entrando em território búlgaro. O soldado foi atrás de seu cão, só que um sentinela búlgaro o matou. Tropas gregas invadiram a Bulgária, mataram e feriram 48 búlgaros.

Guerra do Futebol (El Salvador x Honduras; 1969)
A tensão foi causada pela série de três partidas entre as duas seleções nas eliminatórias da Copa do Mundo de 1970. A instabilidade política entre os dois países ultrapassou as fronteiras do gramado e da arquibancada. Jogadores e torcedores foram perseguidos e imigrantes, assassinados. A guerra durou 100 horas, entre 14 e 18 de julho. O saldo foi de 2 mil pessoas mortas. A Organização dos Estados Americanos (OEA) teve que intervir para resolver a questão. Não houve vencedor na guerra, mas a seleção de El Salvador ficou com a vaga no Mundial.