Depois da lista maluca de nomes de cores de esmaltes, achei que era hora também de falar dos sabores esdrúxulos de chiclete. Sou do tempo em que só havia tutti-frutti e hortelã. Tanto que festejamos a chegada do Ploc uva e depois do Ploc laranja. Tinha também um azedinho sabor morango, que era muito bom. Pena que perdia o açúcar logo…

PLOC SABORES BIZARROS

Mas hoje a mente dos fabricantes não para de inventar sabores mirabolantes. Como o chiclete de chocolate. O cacau deixa a goma mole demais quando os dois se misturam. Quem conseguiu resolver isso foi a Cadbury Adams, no início de 2008, com os Bubbaloo chocolate e napolitano. No mesmo ano, veio o de brigadeiro. Em 2009, lançaram o chiclete de flocos. Para resolver a briga entre cacau e goma, foram usados aromatizantes que, segundo os fabricantes, “reproduzem quase que fielmente o aroma dos produtos a base de chocolate”.

BABALOO CHOCOLATE

Em Portugal, a marca tem outro nome: “Bubblicious”. Um dos sabores é de refrigerante de cola. Outro é de algodão doce.

Para serem diferentes, os chicletes não precisam ser só doces. É o caso do chiclete de… almôndega. A bizarrice custa R$ 6,78, e é comercializada pela marca americana Archie McPhee, que tem mais gomas estranhas à venda. A de bacon, por exemplo, custa R$ 8,50, o mesmo preço do de salsicha.

No Japão, existe o “Black Black”, uma goma de cafeína, niacin (tipo de vitamina B) e menta. Os japoneses garantem que ela serve para espantar o sono. Já o “Suplitol Tongkat Ali” é uma goma com doses extras de testosterona. A propaganda diz que isso ajuda “o homem a se manter jovem, saudável e viril”.

“Black Black” - CHICLETE JAPONÊS

A versão feminina é o “Bust Up”, que, segundo o fabricante, contém substâncias para aumentar os seios. Dá para acreditar?

Leia também:
A história do Chiclete Adams
10 curiosidades sobre o chiclete
Do que é feito o chiclete?