O norte-americano Buck Weimer inventou a calcinha anti-pum para salvar seu casamento. A esposa do psicólogo aposentado, Arlene, tinha um problema de saúde chamado doença de Crohn, um distúrbio inflamatório crônico que afeta todo o trato digestivo, causando diarreia, dor abdominal e… agravamento do mau cheiro da flatulência. Os frequentes e fedidos puns da mulher durante as noites estavam tirando Buck do sério. Ele então decidiu encontrar outra solução (que não o divórcio) para sua relação conjugal.

A calcinha anti-pum nada mais é do que uma roupa de baixo com um filtro removível na parte de trás. Weimer se baseou nos filtros de máscaras respiratórias usadas por funcionários de minas de carvão. O problema do casamento foi resolvido e hoje o casal vive da venda das calcinhas e cuecas. A calcinha anti-pum rendeu-lhe o prêmio Ig Nobel de 2001 na categoria Biologia. As peças estão à venda desde 2006, pelo site virtual da Under-ease, que entrega no mundo todo. Cada uma sai por, em média, 25 dólares (50 reais).