O paleontólogo e paleoartista Ariel Milani Martine apresenta a mais nova descoberta na área: o kariridraco dinae, o pterossauro que viveu há 100 milhões de anos na Chapada do Araripe, no Nordeste braslleiro. “Kariri” é uma referência à etnia indígena da região. “Draco” é dragão. “Dinae” é uma homenagem a Diana Prince, a Mulher-Maravilha. Você sabia que pterossauros não são dinossauros? Ou que as aves modernas não descendem dos pterossauros, mas dos próprios dinossauros? O fóssil foi encontrado numa escavação não oficial.
Ariel comenta a briga entre os paleontólogos brasileiros e o museu alemão que se recusou a devolver o fóssil do ubirajara jubatus, encontrado na Bacia do Araripe e contrabandeado do Brasil em 1995. A hashtag #UbirajaraBelongsToBR bombou e os alemães provocaram a falta de cuidado dos brasileiros com a preservação de bens históricos. Ariel também explica os planos de uma startup americana de biotecnologia, a Colossal, de recriar até 2030 os gigantescos mamutes, extintos há 10 mil anos.