Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Por que se diz que os gatos têm sete vidas?

24 de abril de 2019

O costume de se dizer que os gatos têm 7 vidas provavelmente deriva de determinadas particularidades anatômicas e fisiológicas desses animais. O tamanho e a conformação dos músculos dos gatos permitem que esses bichos dêem saltos bastante ousados e sejam exímios equilibristas.

Essas características, aliadas a  grande flexibilidade, agilidade, destreza, garras afiadas e visão e audição aguçadas, permitem que os felinos se safem de muitas situações adversas.

Daí, provavelmente, o costume de se dizer que eles têm várias vidas. A escolha do “7”, por sua vez, se dá pelo fato de este ser considerado um número cabalístico: na numerologia, representa a junção do material (4) com o espiritual (3).

 

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Por que a abelha morre ao picar uma pessoa?

Por que a abelha morre ao picar uma pessoa?

As espécies nativas ou brasileiras, como jataí, mandaçaia e arapuá, não possuem ferrão e, portanto, não oferecem perigo. Já as européias, que posteriormente foram cruzadas com as africanas e hoje recebem o nome de "africanizadas", são muito perigosas! Algumas delas...

Roupinhas de “Round 6” para cães e gatos

Roupinhas de “Round 6” para cães e gatos

A loucura que tem sido o sucesso de "Round 6" ("Squid Game", no original), série sul-coreana exibida pela Netflix, chegou ao mundo pet. A Canis Club, marca de roupas para animais de estimação de Hong Kong, saiu na frente. Lançou as indumentárias verdes dos...

Como saber se uma aranha é venenosa?

Como saber se uma aranha é venenosa?

Todas as espécies de aranhas têm veneno. Elas são caçadoras, principalmente de insetos, e usam o veneno para capturá-los. Entre as milhares de aranhas do mundo, apenas algumas têm veneno forte o suficiente para causar algum dano aos humanos. E, ao contrário do que...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This