Gatos de estimação e suas curiosidades Os gatos começaram a ser domesticados no Egito antigo, cerca de 4 mil anos atrás. Os egípcios adoravam esses felinos como se fossem deuses e, por isso, matar um gato era crime punido com morte. Quando morriam, os gatos eram mumificados e em seus túmulos eram colocados ratos embalsamados. O dono costumava raspar as sobrancelhas em sinal de luto.

Na Idade Média, o gato era considerado um animal maldito, que atraía desgraça.

O gato doméstico tem 19 pares de cromossomos e cerca de duzentos tipos de defeitos genéticos, como, por exemplo, a hemofilia, doença que impede a cicatrização e faz com que os portadores sofram hemorragia.

O gato arqueia o corpo e eriça os pelos quando se sente acuado. Assim, ele tenta dar a impressão de que é maior e mais perigoso para afugentar o inimigo.

Um gato tem 245 ossos.

As pupilas desses felinos são muito sensíveis aos raios ultravioleta, o que os capacita a ver coisas que os humanos não conseguem ver.

Mesmo caindo do 10º andar de um prédio, um gato tem 90% de chances de sobreviver, tamanha a elasticidade e agilidade de seu corpo.

Eles conseguem mexer as orelhas separadamente a 180 graus. Para isso, movem 32 músculos.

Nas axilas, eles têm uma pele que funciona como um paraquedas quando saltam.

Os gatos domésticos podem correr a uma velocidade de até 50 km/h. Acredita-se que no Brasil existam em torno de 24 milhões de gatos.

Leia também:
Qual é a raça do maior e do menor gato?
Por que o gato cai sempre de pé?
Um gato consegue encontrar o caminho de volta para casa se estiver perdido?
Gatos gostam de banho?
Por que os gatos dormem tanto?
Por que os gatos levam animais feridos para seus donos?
Por que se diz que os gatos têm sete vidas?
A origem das raças de gatos
Por que não existe comida para gato no sabor rato?