O Leite de Rosas nasceu num quarto de pensão no bairro das Laranjeiras, no Rio de Janeiro. O cearense Francisco Olympio de Oliveira, depois de fazer de tudo um pouco pelo Brasil (foi vendedor, seringalista, fazendeiro, pecuarista e até prefeito de uma cidade no Amazonas), se instalou com a mulher Maria de Lourdes na tal pensão. Francisco tinha 52 anos e a mulher, 28. 

Em 1929, o casal produziu e envasou as primeiras unidades da loção cosmética multiuso Leite de Rosas. Receita que os dois desenvolveram com a ajuda do amigo farmacêutico.  Ganhou esse nome por levar em sua fórmula extrato de pétalas de rosas brancas. A empresa foi registrada em 29 de julho de 1929. Só cinco anos depois, já com duas filhas, Francisco e Maria de Lourdes se mudaram para o Jardim Botânico e se instalaram numa casa com garagem, onde montaram a Leite de Rosas e contrataram o primeiro funcionário.