ALCÂNTARA

1961
O presidente Jânio Quadros cria o Grupo de Organização da Comissão Nacional das Atividades Espaciais (GOCNAE).

1963
O GOCNAE vira Comissão Nacional de Atividades Espaciais (CNAE).

1965
É inaugurado o Centro de Lançamento da Barreira do Inferno (CLBI), em Natal (RN). O primeiro foguete lançado era do tipo Nike-Apache.

1971
É criada a Comissão Brasileira de Atividades Espaciais.

1983
O Centro de Lançamento de Alcântara (CLA) é criado. Ele se localiza em Alcântara (MA).

1993
Entra em órbita o primeiro satélite brasileiro, o SCD-1.

1994
É instituída por decreto a Política Nacional de Desenvolvimento das Atividades Espaciais, que estabelece os objetivos e diretrizes dos programas brasileiros ligados à área espacial. Agência Espacial Brasileira (AEB).

1997
O Brasil entra no Programa de Estação Espacial Internacional (ISS). O acordo feito com os Estados Unidos prevê a fabricação de peças em troca do uso da estação e treinamento de um astronauta nacional.

1998
O piloto Marcos Cesar Pontes é selecionado para participar do treinamento de astronautas no Centro Espacial Johnson, em Houston (EUA).

2004
Chegam a Marte os jipes-robôs Spirit e Opportunity, feitos para coletar material na superfície do planeta. O físico Paulo Antônio de Souza Júnior faz parte da equipe que desenvolveu o equipamento. No mesmo ano, a Nasa envia uma sonda para estudar a composição da atmosfera de uma das luas de Saturno, Titã. A brasileira Rosaly Lopes assume o posto de chefe de planjemanto das observações com radar da missão. O governo brasileiro também começa a negociar a inclusão de Marcos Cesar na tripulação da nave espacial russa Soyuz.

2005
É feito um acordo de cooperação técnica, permitindo que o Senai fabrique peças correspondentes à participação do Brasil na ISS.

2006
A Nasa anunciou em 12 de janeiro a equipe que participaria da 13º expedição para a Estação Espacial Internacional (ISS). Além do norte-americano Jeff Williams e do russo Pavel Vinogradov, foi selecionado o astronauta brasileiro Marcos César Pontes.