CASSETA E PLANETA

1. Hélio de La Peña, Beto Silva e Marcelo Madureira foram colegas na faculdade de engenharia da UFRJ. Em 1978, lançaram juntos o jornal “Casseta Popular“. Os exemplares eram preparados em um mimeográfo.

2. Bussunda e Cláudio Manoel se juntaram à equipe do “Casseta Popular” em 1980.

3. Antes de se unirem à turma de comediantes, Hubert e Reinaldo também tinham uma publicação chamada “Planeta Diário”. A junção dos nomes de ambos os jornais batiza a formação atual do grupo.

5. Os cinco integrantes do “Casseta Popular” e os dois do “Planeta Diário” só se conheceram em 1988, quando assumiram a redação do programa humorístico “TV Pirata“, da Globo. Além dele, a turma também escreveu e atuou no Doris para Maiores.

6. Em 1990, as entrevistas realizadas durante o Carnaval do Rio de Janeiro ficaram sob os cuidados do “Casseta & Planeta“.

7. A nona casseta, a atriz Maria Paula, entrou para a turma em 1994.

8. Os papéis desempenhados por cada integrante nas esquetes eram definidos pelo diretor José Lavigne.

9. Durante a veiculação da novela “Estrela Guia“, os Cassetas gravaram uma paródia sobre a cantora Sandy. Mas “Estrela Virgem” não foi ao ar porque, a pedido da cantora, a direção da Rede Globo vetou o quadro.

10. Segundo regulamento da Globo, o “Casseta & Planeta” não pode tirar sarro de programas de outras emissoras. Bussunda, apesar disso, já imitou o apresentador Ratinho.

11. As designers Valerie Tomisc e Rafaela Wiedman organizaram em 2002 uma exposição com os produtos da “Organização Tabajara“, uma das esquetes mais populares do programa.

12. O primeiro longa estrelado pela turma se chama “A Taça do Mundo é Nossa“. O roteiro foi escrito pelos sete integrantes e a direção ficou a cargo de Lula Buarque de Hollanda. A narrativa satiriza a ditadura militar por meio da história de um grupo guerrilheiro que rouba a Taça Jules Rimet para utilizá-la como objeto de barganha com o governo.