O personagem Bat Masterson foi inspirado num Bat Masterson verdadeiro. William Barclay “Bat” Masterson (1853-1921) foi uma figura importante do chamado Velho Oeste americano. Atuou como delegado federal, caçador de búfalos e colunistas de esportes num jornal. Adorava uma jogatina. Recebeu o apelido “Bat” (morcego em inglês) porque uma dessas criaturas teria irrompido na igreja no dia de seu batismo. Em 1957, ele ganhou uma biografia, escrita por Richard O’Connors, que foi o ponto de partida para o seriado.

Bat Masterson de verdade

“Bat Masterson” teve 108 episódios, divididos em três temporadas. Foi exibida originalmente nos Estados Unidos entre 8 de outubro de 1958 e 1º de junho de 1961. Estreou no Brasil no início de 1961. Era exibido em São Paulo, pela TV Record, às 22h10 de sexta-feira e no Rio de Janeiro, pela TV Rio, às 19h50 de domingo.

Bat Masterson era interpretado pelo ator Gene Barry (1919-2009). Ao contrário de outros personagens de séries de faroeste, Bat Masterson se apresentava num figurino requintado, usando terno, colete, chapéu coco e uma inseparável bengala preta com cabo de madrepérola. O personagem era conhecido por ser um exímio jogador de cartas. Vivia de cidade em cidade frequentando saloons, atraído principalmente por mesas de pôquer.

Ator principal da série Bat Masterson

No seriado, “Bat” ficou sendo a abreviatura de Bartholemew.

Murilo Nery, dublador de Bat Masterson, ficou famoso como apresentador de TV e de grandes shows.

A primeira história inspirada em Bat Masterson foi escrita em 1932 pelo jornalista americano Damon Runyon (1880-1946). Recebeu o título de “Guys and Dolls”. O personagem de Runyon era chamado de Sky Masterson. Bat Masterson também apareceu em tiras nos jornais, desenhadas pela dupla Ed Herron e Howard Nostrand. Duraram apenas de julho de 1959 a abril de 1960. No Brasil, elas foram publicadas pelo jornal “Última Hora”.

A fantasia infantil mais vendida no Carnaval de 1962 no Brasil foi de Bat Masterson. Muitas crianças também improvisavam, criando a bengalinha com cabo de vassoura pintado de preto e papel alumínio amassado na ponta.

A popularidade de Bat Masterson era tão grande por aqui que Barry foi convidado a fazer um show no Brasil. Chegou no dia 23 de novembro de 1961, teve uma recepção entusiasmada no Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, visitou o presidente João Goulart, encontrou seu dublador Murilo Néry e fez shows no Copacabana Palace e no Maracanãzinho, onde sorteou uma bengala de Bat Masterson.

A grande marca do seriado “Bat Masterson” estava no seu tema musical. O tema original foi composto por Havens Wray e Bart Corwin e era cantado pelo próprio Havens Wray. Com o sucesso da série, o compositor Edson Borges fez uma versão em português, que foi gravada pelo cantor Carlos Gonzaga. Essa versão ficou durante meses em primeiro lugar nas paradas de sucesso do Brasil. O nome de Carlos Gonzaga nunca mais deixou de ser associado ao personagem do Velho Oeste.

A tradução do tema original de “Bat Masterson” ficaria assim:

Voltamos muito tempo atrás no Oeste
Vivia um homem chamado Masterson
Ele usava bengala e chapéu-coco
Eles o chamavam de Bat Masterson

Um homem de aço, dizem as histórias
Mas todos os olhos das mulheres olharam em sua direção
A disputa de um jogador que ele sempre ganhou
Seu nome era Bat Masterson

A trilha que ele traçou ainda está lá
Ninguém veio desde então para substitui-lo
Nem aqueles com um gatilho muito rápido
Que não conheciam sua bengala que atirava

Agora na lenda do Oeste
Um nome se destaca de todos os outros
O homem que tinha a arma mais rápida
Seu nome era Bat Masterson

Assista ao quadro “Quem Te Viu, Quem TV”, com Magalhães Júnior contando mais sobre Bat Masterson – e com uma versão exclusiva do tema de abertura: