Novo Livro O Guia dos Curiosos - Edição Fora de Série

Hermès

24 de abril de 2019

 

  • A Hermès foi fundada em 1837 pelo francês Henry Hermès. No início, a marca fabricava apenas arreios e selas para cavalo.
  • No centenário da marca, em 1937, a Hermès passou a fabricar lenços de seda, até hoje um de seus produtos mais vendidos.
  • Atualmente, toda a seda usada pela Hermès vem do Brasil, dos Estados do Paraná e do Mato Grosso do Sul.
  • Por serem feitos à mão, os principais modelos de bolsa têm fila de espera. Uma bolsa Birkin, de couro de crocodilo, chegar a ter fila de espera de três anos.
  • A bolsa mais famosa da Hermès é a Kelly Bag, que, no início, foi feita para transportar selas de cavalo. Apesar de ter sido inventado em 1927, o produto só ganhou esse nome em 1956, quando uma versão menor foi vista nas mãos da princesa de Mônaco, Grace Kelly. Cada Kelly Bag demora 25 horas para ficar pronta.
  • Em julho de 2009, a ministra da Casa Civil Dilma Rousseff foi fotografada usando uma bolsa modelo Kelly, da Hermès. Vários jornais criticaram a ministra por usar uma bolsa que chega a custar, dependendo do material, 31 mil reais. A ministra, querendo acabar com o assunto, se apressou em dizer que se tratava de uma cópia, do italiano Francesco Rogani, comprada em Veneza, durante uma liquidação. Os jornais, então, criticaram a compra de um produto falso.
  • Um produto da Hermès também marcou a trajetória de outro político brasileiro: o ex-presidente Fernando Collor. O alagoano e sua geração de políticos tinham como marcas registradas as gravatas Hermès, as canetas Mont-Blanc e o uísque Logan.
  • Em 1995, a grife francesa tentou entrar no mercado brasileiro pela primeira vez. Não conseguiu, por causa da Hermes (sem crase), grupo fundado em 1942 pelo alemão Siegfried Habarer. Durante 10 anos, as duas marcas brigaram na Justiça. Por ironia, a Hermes brasileira começou vendendo roupas e sapatos populares.
  • A primeira loja Hermès no Brasil foi inaugurada em 13 de setembro de 2009 no refinado Shopping Cidade Jardim, em São Paulo. Ela fica ao lado da loja da Louis Vuitton, principal concorrente, e ocupa 169 metros quadrados.
  • Durante o festival de Cinema de Veneza, em setembro de 2006, a atriz Lindsay Lohan perdeu uma bolsa Hermès com joias dentro. O prejuízo total, segundo ela, foi de aproximadamente 1 milhão de dólares.
  • Quanto custa, em média, um produto Hermès no Brasil:

Chaveiro: 360 reais
Gravatas: a partir de 630 reais
Lenços de seda: a partir de 990 reais
Bolsa Kelly: de 10 a 31 mil reais
Bolsa Birkin (couro de avestruz): 52.900 reais

Livro mostra pérolas impublicáveis da propaganda.

 

Esta página contém links de afiliados. Ao fazer uma compra por um desses links, o Guia dos Curiosos recebe uma comissão e você não paga nada a mais por isso.

Artigos Relacionados

Os melhores perfumes estão nos menores frascos

Os melhores perfumes estão nos menores frascos

Existem também os perfumes Chanel nº 1, 2, 3 e 4? Como funciona o marketing olfativo? O que é aromaterapia? Essas e outras perguntas foram respondidas por Luciene Ricciotti, publicitária especializada em perfumaria e marketing olfativo. É autora de cinco livros, entre...

Ele está em todas as bocas: a curiosa história do batom

Ele está em todas as bocas: a curiosa história do batom

Pintar a boca era um hábito cultivado no Egito. A rainha egípcia Nefertiti mostra que as mulheres já gostavam de pintar os lábios mil anos antes de Cleópatra. Para isso, recorriam aos produtos naturais como a púrpura de Tyr. Já na Grécia, elas costumavam aplicar...

A linha do tempo da história dos perfumes

A linha do tempo da história dos perfumes

Os perfumes estão na sociedade há muito tempo e nunca perdem sua popularidade, mas você conhece a origem deste fenômeno? Descubra agora a evolução dos perfumes desde os tempos primordiais! Perfume para ocular o mau hálito No Antigo Egito: em 2900 a.C., os egípcios...

0 Comentários

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Share This