Terminada a Segunda Guerra Mundial, as fábricas de aviões militares de Pontedera, na Itália, foram obrigadas a mudar de atividade. Pensaram então em um veículo de rodas, bem econômico e de simples manutenção. Em menos de 2 meses, o engenheiro Corradino d’Ascanio apresentou um novo modelo de motocicleta. O sucesso da Vespa foi impressionante. Em 1959, 45 mil unidades tinham sido vendidas. Em 1956, ela ultrapassou a marca de 1 milhão.