Noel Gallagher

Líderes do Oasis, os irmãos Gallagher sempre acabam envolvidos em polêmicas. A China cancelou duas apresentações da banda inglesa em março de 2009. O cancelamento ocorreu porque Noel Gallagher havia se apresentado em um show a favor da independência do Tibete em 1997.

Rihanna foi acusada de “insultar” os valores tradicionais asiáticos na Malásia por se vestir e dançar de forma excessivamente sensual. Para realizar shows no país, ela teve que concordar em seguir estritas regras de conduta estabelecidas pelo Partido Islâmico da Malásia. As regras incluíam cobrir o corpo do peito até o joelho, não pular, não abraçar e nem jogar beijos e objetos ao público.

Beyoncé foi instruída a adotar procedimentos semelhantes na Malásia. Acostumada a usar roupas curtas e fazer coreografias sensuais, ela cancelou os shows por temer uma reação hostil do público.

A cantora islandesa Björk protestou sobre a ocupação chinesa no Tibet em março de 2008 durante um show em Xangai. Ela surpreendeu a plateia ao gritar “Tibete! Tibete!” durante a música “Declare Independence” (“Declare Independência”).

Em 2006, ortodoxos russos pediram que os shows de Madonna fossem cancelados. O motivo seria o caráter “blasfemo e anticristão” da apresentação, que incluía a música “Live to Tell” cantada por Madonna em uma cruz gigante de cristais, simulando uma crucificação.

O trio country norte-americano Dixie Chicks enfrentou a ira de conservadores em 2003, quando a vocalista Natalie Maines criticou o então Presidente George W. Bush. Na época, Natalie declarou que “sentia vergonha” de ser do Texas, mesmo Estado de Bush. Ela também descreveu-o como um “filho da p… imbecil”. A polêmica foi transformada em 2006 no documentário “Dixie Chicks: Shut up and sing” (“Dixie Chicks: Calem a boca e cantem”). Na época, o trio teve músicas boicotadas nas rádios e discos destruídos em público.

Em 2003, Madonna retirou todo o conteúdo considerado “antiamericano” do videoclipe “American Life”. A versão original era bastante crítica quanto à postura norte-americana diante dos conflitos no Oriente Médio – incluía um desfile com roupas militares e armas, e a cena final mostrava o presidente George W. Bush acendendo um charuto com um isqueiro em forma de granada. Dirigido por Jonas Akerlund, o vídeo foi proibido pela própria Madonna depois que os Estados Unidos invadiram o Iraque.

Em 1997, a banda Planet Hemp foi presa em Brasília sob acusação de fazer apologia ao uso de drogas. A mesma acusação foi usada em 2001 como justificativa para o juiz Siro Darlan proibir que menores de 18 anos assistissem a shows do grupo no Rio de Janeiro. Pelo mesmo motivo, apresentações também foram canceladas na cidade de Londrina (PR).

Em maio de 1973, o festival Phono 73 contou com a participação de Chico Buarque, Gilberto Gil, Caetano Veloso, Elis Regina e outros. Em um dos momentos mais tensos, a música “Cálice” – que estava censurada e foi apresentada pelos músicos de maneira desconexa, sem a letra original – teve o áudio dos microfones de Chico Buarque e Gilberto Gil cortado por ordem policial. Chico então declarou: “Estão me aporrinhando muito. Esse negócio de desligar o som não estava no programa. Claro, estava no programa que eu não posso cantar “Cálice” nem “Anna de Amsterdam”. Não vou cantar nenhuma das duas. Mas desligar o som não precisava não”.

Livro de repórter da Rolling Stones conta histórias e bastidores do mundo da música