DISPUTA DOS MUSEUS DA BUNDA MAIS BONITA DAS OBRAS DE ARTEFechados temporariamente por causa da pandemia do Covid-19, os museus não têm medido esforços para criar maneiras de chamar a atenção e entreter seus seguidores. O Yorkshire Museum, em York, na Inglaterra, decidiu  criar uma série chamada “Batalha dos Curadores”.  O museu apresenta temas diários para os museus exibirem algo de sua coleção. O que chamou mais atenção até aqui foi a batalha das bundas (#BestMuseumBum!). O Yorkshire começou com imagens de uma estatueta de mármore romana, que mostra um atleta no auge da boa forma! Pode ter decorado a casa da cidade de um dos moradores mais ricos de Eboracum. “Alguém deu uma mordida nisso”, brinca a publicação para justificar a falta de um pedaço numa das nádegas.
Museus do mundo inteiro entraram na brincadeira. O Museu Nacional de Arte de Čiurlionis, de Kaunas, na Lituânia, apresentou uma imagem da estátua feminina de bronze criada por Meila Kairiūkštytė-Balkus. O trabalho, intitulado “Elena I”, é naturalista, “buscando transmitir formas reais e não idealizadas de uma mulher”
O Andy Warhol Museum, em Pittsburgh, nos Estados Unidos, também contribuiu para a batalha virtual com uma imagem da “Torso”(Male Buttocks), de 1977. Se briga é briga, o Ota Memorial Museum of Art, de Tóquio, resolveu disputar com lutadores de sumô, uma obra de Katsushika Hokusai, autor também do famoso quadro “A Grande Onda de Kanagawa”.
Em matéria de “bumbuns esquisitos”, o Museu e Jardim Horniman, de Londres, se superou. Compartilhou uma singela foto de dois coelhos, Tommy e Bella.
A ideia não chega a ser tão nova assim. Em 2013, um grupo criou o Tumblr “The Metropolitan Museum of Butts” (O Museu Metropolitano de Bundas)  só com nádegas de obras de arte do Metropolitan Museum de Nova York. Uma das mais celebradas foi do imperador romano Trebonianus Gallus, esculpida em bronze.

 

 

Leia também: